rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Guiné-Bissau Aristides Gomes Política Eleições

Publicado a • Modificado a

Guiné-Bissau mantém 18 de Novembro para legislativas

media
Aristides Gomes, primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Lisboa 6 de Junho de 2018. Lusa

Na Guiné-Bissau o chefe de Estado avistou-se na noite passada na capital com um vasto rol de individualidades, com vista a auscultações sobre o calendário eleitoral. O primeiro-ministro alega que enquanto o Presidente não marcar uma nova data todo o trabalho será feito tendo em vista 18 de Novembro como dia das eleições legislativas.


Aristides Gomes garante também que não foi da sua iniciativa excluir os partidos sem assento parlamentar deste processo de consultas.

Aristides Gomes, primeiro-ministro da Guiné-Bissau 04/10/2018 ouvir

Estas forças políticas pediram ao chefe de Estado o adiamento das eleições legislativas, cujo recenseamento começou muito tardiamente (20 de Setembro) em relação à data inicialmente prevista (23 de Agosto), devendo terminar a 20 de Outubro.

A ministra da administração territorial, Ester Fernandes, afirmava que o processo de recenseamento abrangera 30 000 eleitores num universo de 900 mil.

Perante estes dados o primeiro-ministro afiançou manter-se "nos limites" da sua "missão". "Eu recebi um mandato para organizar eleições para 18 de Novembro."

Com a colaboração de Mussa Baldé em Bissau.