rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Theresa May adia votação do acordo do Brexit no Parlamento

ONU Guiné Bissau Conselho de Segurança Relatório

Publicado a • Modificado a

Guiné-Bissau debatida no Conselho de Segurança

media
Aristides Gomes, primeiro-ministro da Guiné-Bissau Lusa

A situação da Guiné-Bissau esteve em debate na reunião do Conselho de Segurança, em sessão que aborda o relatório do secretário-geral sobre o país, que decorria em Nova Iorque, que contou com a presença do primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes.


A situação que a Guiné-Bissau atravessa, esteve em debate na reunião do Conselho de Segurança, que decorreu em Nova Iorque, nesta Quinta-Feira 30 de Agosto.

Em causa esteve o relatório do secretário-geral, António Guterres, sobre o país, que pediu a revisão da Constituição guineense com alguma urgência, para que o país possa sair do impasse político que vive há muito tempo.

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, está em Nova Iorque onde participou no mesmo encontro,que pela primeira vez, teve a participação do representante do Escritório Integrado do ONU para a consolidação da Paz na Guiné-Bissau, o brasileiro José Viegas Filho.

Em declarações à Lusa, o enviado especial da ONU, José Viegas Filho considerou que a realização das eleições marcadas para o próximo dia 18 de Novembro estão "mais seguras" do que há algumas semanas, que tem notado uma evolução favorável na política do país, apesar dos vários desafios que aquele país africano enfrenta, entre os quais o atraso do "kits" biométrico prometidas por Cabo Verde, Timor Leste e Nigéria.

Apesar de o acordo de Conacri estar já aplicado, o enviado especial da ONU, disse que são precisas mais reformas no país.

Em declaraçoes antes do encontro,o ambaixador guineense junto da ONU Fernando Delfim da Silva, realçou à radio ONU a importância deste encontro do Conselho de Segurança.

Fernando Delfim da Silva, Embaixador guineense na ONU 30/08/2018 ouvir