rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Eleições Política Cooperação/Desenvolvimento

Publicado a • Modificado a

Guiné-Bissau sem apoios para eleições

media
Aristides Gomes, primeiro-ministro guineense, aqui em 2008. GEORGES GOBET

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, afirmou não ter obtido apoios de parceiros internacionais para as eleições legislativas agendadas para 18 de Novembro. Elas estão orçadas em 6,6 milhões de euros.


Numa entrevista à agência Lusa o chefe do executivo referiu que o PNUD, Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento, gere o fundo visando viabilizar o pleito.

Por ora o governo guineense contribuíu com cerca de dois milhões de euros para o efeito, mas sem registo de quaisquer desembolsos dos parceiros.

O recenseamento biométrico deve começar a 1 de Julho. Segundo Aristides Gomes o material utilizado para o efeito em 2014 não estaria 100% operacional, obrigando a que se compre mais "kits".

Estes constrangimentos obrigariam a um trabalho afincado da parte das autoridades guineenses para "respeitar o prazo que foi estabelecido", afirmou o primeiro-ministro.

Aristides Gomes, primeiro-ministro guineense 22/05/2018 ouvir