rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Guiné-Bissau Parques Parque Florestal Impacto Ambiental

Publicado a • Modificado a

Guiné-Bissau: polémica no Parque Natural das Lagoas de Cufada

media
Parque Natural das Lagoas de Cufada DR

A polémica arrasta-se desde finais do ano passado, por um lado as organizações de defesa do ambiente, por outro lado o Governo, neste caso o Ministério da Energia e a população da região de Buba, no sul do país.


Os ambientalistas, que já falam na iminência de um crime ambiental, não querem que vá para frente um projecto de construção de uma central termoeléctrica no parque florestal das Lagoas de Cufada, Lagoas tidas como a maior reserva de água doce na Guiné-Bissau, um dos locais predilectos de descanso de aves e zona de pesca por excelência.

O Ministro da Energia, Florentino Pereira diz que a construção da central não trará grandes prejuízos às lagoas, mas admitiu que de facto não foi feito qualquer estudo prévio do impacto ambiental.

A população também considera que deixar de construir a central é manter toda a zona sul da Guiné-Bissau na escuridão total.

O Presidente da República, José Mário Vaz, sugeriu que parassem com as obras, que sejam avaliadas outras alternativas ao local, mas na realidade estas continuaram. Uma equipa multidisciplinar mandada para o local foi impedida pela população de entrar no parque onde decorrem as obras de construção da central.

Confira aqui a crónica do nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé, bem como o testemunho do ambientalista Miguel de Barros.
 

 

Guiné-Bissau - Ambientalista Miguel de Barros 17/02/2017 ouvir