rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Revista de Imprensa
rss itunes

Oposição ganha legislativas na Birmânia

Por João Matos

Destaque nesta revista de imprensa para a vitória do partido da prémio Nobel da Paz, Aung San Suu Kye, nas legislativas deste domingo na Birmânia ou também da chegada ao poder dos conservadores na Croácia.

LE MONDE, traz na sua primeira página, uma foto de jovens radiantes de alegria,  em frente à sede do partido de Aung San Suu Kye, a Liga nacional para a Democracia, aguardando o anúncio do seu triunfo nas eleições deste domingo na Birmânia.

Eleitores que se deslocaram em massa às urnas para votarem no partido da Prémio Nobel da Paz, que terá conseguido mais de 70 por cento dos votos, neste primeiro escrutínio livre, em 25 anos. Aliás o partido no poder criado por antigos militares já reconheceu a sua derrota nestas eleições legislativas deste domingo, nota ainda LE MONDE.

O mesmo vespertino, destaca igualmente a Croácia, onde a direita ganhou as legislativas de ontem, 8 de outubro, numa coligação conservadora liderada pela União democrática croata, uma viória à tangente, que levou os sociais democratas no poder a rejeitá-la.

Por seu lado LE FIGARO titula sobre o que chama atentado contra o avião russo no Egipto, na medida em que os peritos do inquérito declararam ter a certeza a 90 por cento que a queda do avião foi provocada pela explosão de uma bomba.

Um atentado, que foi reivindicado duas vezes pelos terroristas islâmicos do estado islâmico, que depois de ter atacado várias vezes soldados egípcios no sul de Israel, demonstram ter capacidade para atacar um avião, nota LE FIGARO.

Em relação à África, LE FIGARO pergunta a propósito de um estudo acabado de ser publicado se a imigração africana é reversível, para afirmar que nos últimos anos houve um aumento de imigrantes africanos para os países da OCDE, nomeadamente a França e a Inglaterra.

Estes africanos vêm sobretudo da África do sul, Nigéria, Gana, Etiópia, Senegal, e duma longa lista de 34 países, o primeiro país afro-lusófono surge em décima quarta posiçao e é moçambique, nota LE FIGARO.