rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Acidente Aviação Avião Boeing Califórnia

Publicado a • Modificado a

Acidente com Boeing 777 em San Francisco não foi ato terrorista

media
Imagem do Boeing 777 da Asiana Air Lines, parcialmente queimado, depois do acidente no Aeroporto Internacional de São Francisco (USA), em 6 de julho de 2013. REUTERS/Jed Jacobsohn

Dois mortos e 130 feridos. Este é o balanço do acidente com o Boeing 777 da companhia sul-coreana Asiana Airlines, proveniente de Seul, que se acidentou ao aterrisar no sábado no aeorporto internacional de San Francisco, na Califórnia. Depois de se chocar contra a pista, o aparelho pegou fogo, matando duas pessoas e ferindo 130, muitas em estado crítico.


Falha técnica ou erro humano? As causas do acidente ainda não foram identificadas. Uma equipe da Agência Federal de Aviação norte-americana está em San Francisco para iniciar as investigações, com a assistência da própria Boeing. O aeroporto de San Francisco foi fechado temporariamente e diversos voos foram desviados para Los Angeles.

As caixas-pretas do aparelho foram recuperadas e enviadas para Washington para começarem a ser examinadas, indicou Deborah Hersman, presidente da agência americana de segurança dos transportes. "Esperamos que os dados possam ser utilizados. Vamos estudá-los hoje e esperamos interrogar os pilotos nos próximos dias", informou a especialista, explicando que as investigações estão apenas começando e muitas informações ainda devem ser analisadas.

Como a tripulação sobreviveu ao acidente, informações complementares devem ser obtidas nos próximos dias. Os dois pilotos são experientes, com mais de dez mil horas de voo cada um.

Uma única informação já foi divulgada pelo FBI: não se trata de um ato terrorista.

Vítimas

Apesar das circunstâncias dramáticas do acidente e do incêndio, a maioria dos passageiros conseguiu escapar. O último balanço das vítimas aponta dois mortos e 130 feridos. A bordo, estavam 291 passageiros e 16 tripulantes a bordo.Entre os feridos, diversos estão em estado grave, principalmente com queimaduras; oito adultos e duas crianças encontram-se entre a vida e a morte. 

Asiana Airlines

Segunda companhia aérea sul-coreana depois da Korean Air, a Asiana Airlines tem uma reputação excelente em matéria de segurança. O último acidente envolvendo um avião comercial da empresa aconteceu em junho de 1993, quando um Boeing 737 caiu em uma montanha no sudoeste do país, matando 68 pessoas e ferindo 44 outras.