rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Automobilismo Carros Crise financeira Luxo Salão

Publicado a • Modificado a

Carros de luxo são destaque no Salão do automóvel de Genebra

media
O modelo Veneno, da Lamborghini, promete ser uma das estrelas do Salão do automóvel de Genebra, que vai até 17 de março. REUTERS/Denis Balibouse

O Salão do automóvel de Genebra abre suas portas ao público nessa quinta-feira, 7 de março. Durante dez dias os visitantes vão poder descobrir os principais lançamentos do setor, com destaque para os modelos de luxo, com motores de alta velocidade, que devem ser as grandes estrelas dessa edição do evento.


A 83ª edição do Salão do automóvel de Genebra promete ser uma disputa de cavalos. As principais montadoras de carros de luxo apresentam até o dia 17 de março suas novidades e a potência dos motores parece ser um dos focos principais do evento esse ano.

A italiana Lamborghini apresenta o modelo Veneno, com 750 cavalos, capaz de alcançar 355 km/h, o que faz do motor o mais veloz já construído pela marca. Produzido em apenas três exemplares, o veículo já teve uma unidade vendida pela bagatela de 3 milhões de euros, cerca de 7,6 milhões de reais, sem contar as taxas.

A Ferrari, do grupo Fiat, também deve ser uma das sensações do salão com seu novo modelo, batizado simplesmente de LaFerrari, capaz de alcançar 200 km/h em apenas 8,5 segundos. Equipado com dois motores, um elétrico e outro térmico de 12 cilindros, o veículo ultrapassa os mil cavalos em curtas distâncias. Menos exclusivo que os concorrentes da Lamborghini, os veículos foram produzidos em 499 exemplares e custam mais de um milhão de euros a unidade.

Já a Rolls-Royce, do grupo BMW, deve provocar filas de curiosos no salão com seu Wraith, um cupê de quatro lugares vendido a partir do final do ano por 245 mil euros e apresentado, com seus 633 cavalos, como um concorrente direto para o Continental GT da Bentley. A rival britânica, aliás, não fica atrás e desembarca em Genebra com a nova versão de sua Flying Spur, anunciada como o quatro portas mais rápido da história da montadora, com 625 cavalos e vendido por cerca de 200 mil euros.

Diante de um setor que não parece conhecer crise, os fabricantes de carros de luxo também investem em modelos conhecidos pela sigla SUV, os veículos utilitários esportivos. Bentley, Lamborghini, Rolls-Royce e Maserati já tem projetos para lançar veículos nessa categoria entre 2015 e 2017.