rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Airbus Aviação França Nicolas Sarkozy Aeronáutica

Publicado a • Modificado a

Embraer anuncia venda de 39 jatos no Paris Air Show

media
A 49ª edição do Salão do Bourget promete o fechamento de grandes contratos REUTERS/Pascal Rossignol

O presidente Nicolas Sarkozy inaugurou na manhã desta segunda-feira o Paris Air Show, um dos maiores e mais importantes salões aeronáuticos do mundo, realizado a cada dois anos no aeroporto do Bourget, nos arredores de Paris.


Logo no primeiro dia, a Embraer anunciou a venda de 39 jatos E-190, a maioria dos aparelhos para  uma companhia do Kênia e outra da Indonésia, no valor de 1,7 bilhão de dólares. Mais discreta nesta edição, a Embraer não tem nenhum voo de exibição previsto durante o salão. Além das encomendas anunciadas na manhã desta segunda-feira, a expectativa é que a empresa assine contratos definitivos de venda de jatos para clientes como as americanas Air Lease e Republic Airlines, com as quais firmou cartas de intenção no ano passado para encomendas de cerca de 1,5 bilhão de dólares.

Depois da última edição em 2009, marcada pela queda nas vendas devido à crise mundial, este ano os negócios prometem decolar a toda velocidade. A expectativa é que os maiores construtores mundiais anunciem, já a partir do primeiro dia, o fechamento de importantes contratos para a venda de aviões comerciais, militares e jatos executivos.

Entre os emergentes, destaque para a China que, pela primeira vez apresenta no Paris Air Show uma maquete de uma parte da cabine e da fuselagem de seu futuro C919, que será o primeiro avião comercial de passageiros de fabricação chinesa. Com capacidade para acolher entre 168 e 190 passageiros e previsão de chegada ao mercado em 2016, o C919 deve entrar em concorrência direta com a Airbus e a Boeing.

O europeu Airbus aposta em seu novo modelo de médio alcance, o A320 Neo, que tem motores mais eficientes e que consomem menos combustível. A empresa já anunciou que espera fechar contrato para a venda de pelo menos 200 unidades do A320 Neo.

Já a norte-americana Boeing apresenta, pela primeira vez fora dos Estados Unidos, o novo 747-8 Intercontinental, o avião mais longo do mundo, com capacidade para 467 passageiros. A Boeing garante que o 747 Intercontinental é mais leve e consome menos combustível do que seu concorrente da Airbus, o A380, que é hoje o maior avião comercial do mundo.

O Paris Air Show teve início para imprensa e profissionais do setor e será aberto ao público na proxima sexta-feira. Mais de 140 aeronaves estarão em exposição no solo ou farão demonstrações em voo. A expectativa é que cerca de 330 mil pessoas visitem o salão. Três mil jornalistas estão credenciados para cobrir o evento.