rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Omar al-Bashir Justiça Corrupção Sudão Amnistia Internacional Tribunal Penal Internacional

Publicado a • Modificado a

Tribunal ouve ex-Presidente do Sudão Omar al-Bashir por corrupção

media
O antigo presidente do Sudão, Omar al-Bashir ouvido ontem pelo tribunal acusado de corrupção Ebrahim HAMID / AFP

O ex-Presidente sudanês, Omar al-Bashir, começou a ser ouvido ontem por um tribunal nos arredores da capital, Cartum, acusado de corrupção e enriquecimento pessoal. O seu advogado denuncia uma campanha de calúnia na comunicação social sublinhando que ainda o tribunal não apresentou qualquer prova contra o seu constituinte. 


O dia de ontem foi marcado no Sudão pela comparência perante um tribunal do antigo presidente sudanês Omar al-Bashir, destituído a 11 de abril, após meses de manifestações em todo o país.

O ex-Presidente sudanês que é acusado geralmente de crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio, compareceu perante o tribunal, apenas por corrupção, nomeadamente, roubo de 90 milhões de dólares e tráfico de influência.

Omar al-Bashir, reconheceu ter recebido 90 milhões de dólares líquidos da Arábia Saudita, mas para resolver problemas graves do país.

O seu advogado, Ahmad Ibrahim al Taher, cauciona a versão do seu constituinte e denuncia uma campanha na comunicação social com acusações excessivas.

"Com certeza que há um enorme julgamento mediático contra Omar al-Bashir, há acusações excessivas. Eles dizem que o Presidente roubou a torto e a direito  e que transferiu o dinheiro para o estrangeiro.

"O que se passa fora da sala deste tribunal não passa duma acusação monstruosa. Na realidade o que se vive na sala é completamente diferente e tem a ver com a apresentação de provas e até agora o tribunal não avançou com nenhuma prova". 

Amnistia Internacional acusa al-Bashir de crimes contra a humanidade 

Contudo, a Amnistia Internacional, reagiu dizendo que não se deve ficar apenas por acusações de corrupção contra o ex-Presidente do Sudão, acusado por crimes contra a humanidade e genocídio em Darfur, na parte ocidental do país.

Omar al-Bashir é alvo de 2 mandados de captura pelo Tribunal Penal Internacional, pelos mesmos crimes contra a humanidade.

Recorda-se que a comparência do ex-Presidente sudanês, surge dias depois da assinatura de um acordo entre militares e a Frente da Liberdade e da Mudança prevendo um Conselho soberano para supervisionar um período de transição até um governo sair de eleições livres e democráticas. 

Tribunal ouve ex-Presidente do Sudão Omar al-Bashir por corrupção 20/08/2019 ouvir