rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Édouard Philippe Morte Violência policial Polícia Justiça Polémica

Publicado a • Modificado a

Morte de jovem Steve Maia Caniço gera polémica

media
Graffiti em Nantes em homenagem a Steve Maia Caniço AFP PHOTO/Loic Venance

A morte do jovem lusodescente Steve Maia Caniço, cujo corpo foi resgatado no rio Loire esta segunda-feira, continua a dar que falar, com a polícia a descartar responsabilidades e o primeiro ministro Édouard Philippe a pretender arpofundar a investigação.


Está a causar polémica o caso do jovem Steve Maia Caniço de 24 anos de idade, desaparecido em Nantes, no oeste da França na madrugada de 22 de Junho, Dia da Festa do Música e cujo corpo foi descoberto esta segunda-feira (29/07)  no rio Loire, a menos de 1 km do local onde segundo testemunhas a polícia carregou sobre os jovens utilisando gazes lacrimogéneos e balas de borracha.

Morte de jovem lusodescendente gera polémica 31/07/2019 ouvir

O relatório da Inspecção Geral da Polícia Nacional - IGPN - nao estabelece qualquer ligação entre a morte do jovem e a intervenção da polícia, para dispersar os jovens no final do concerto, oficialmente porque os agentes da polícia estariam a ser agredidos por projécteis.

O primeiro-ministro Édouard Philippe pediu um inquérito administrativo, para aprofundar a investigação e apurar responsabilidades, apontando o dedo às autoridades locais e organizadores privados da festa, tendo afirmado entre outros:

"...a morte do sr. Steve Maia Caniço é um drama que nos choca a todos, sei que as palavras são pouca coisa quando se perde um filho e gostaria de exprimir a minha emoção e a do governo...decidi remeter o caso para a direcção geral de investigação, para que se vá mais longe e se possa compreender as condiçoes da organização do evento, tanto pelos poderes públicos: câmara municipal e governo civil, quanto pelos organizadores privados".

Também o chefe da diplomacia portuguesa Augusto Santos Silva se exprimiu esta quarta-feira (31/07) sobre este caso, afirmando que "apesar do jovem Steve não ter nacionalidade portuguesa, tal não o afasta das nossas preocupações, da nossa tristeza e da solidariedade com a sua família, visto que é filho de portugueses" fim de citação.