rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Convidado
rss itunes

Vincent Lambert: morrer com dignidade?

Por Cristiana Soares

Vincent Lambert morreu nove dias depois de lhe terem sido desligadas as máquinas que o mantinham vivo.

O francês tetraplégico encontrava-se em estado vegetativo persistente desde um acidente de viação em 2008.

A morte de Lambert coloca um término a uma gigante batalha jurídica. De um lado a mulher e cinco irmãos que garantiam que Vincent Lambert preferia morrer a viver em estado vegetativo. Do outro, os pais que se opunham à ideia de deixar morrer o filho.

O direito de viver e morrer com dignidade, eutanásia, matar ou deixar morrer. O caso deste antigo enfermeiro, de 42 anos, dividiu a família e também a sociedade francesa.

Sobre o caso Vincent Lambert, a RFI ouviu Ana Sofia Carvalho do Instituto de Bioética da Universidade Católica Portuguesa.

António Francisco analisa o que está em jogo nas eleições moçambicanas

Moçambique: Frelimo diz que "falta de paz" foi entrave ao desenvolvimento

Moçambique: MDM denuncia “comando vertical” envolvido na violência