rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Revista de Imprensa
rss itunes

Populistas e extrema-direita metem medo à Europa

Por João Matos

A campanha para as eleições europeias que decorrem este fim-de-semana, continua a dominar as primeiras páginas dos jornais franceses. 

Europa: extrema-direita no coração da campanha, titula, LE MONDE. Os partidos nacionalistas e xenófobos estão no centro dos debates e muitas vezes à frente nas sondagens antes do escrutínio europeu. Reunidos em Milão, os principais líderes da extrema direita do continente tentaram pôr de lado os seus diferendos e afirmar a sua maturidade para governar.

Mas na Áustria, um video mostra o chefe da FPO e vice-chanceler Strache a negociar um pacto de corrupção com alguém que acreditava ser um intermediário russo. O chanceler, Kurz, da direita, que tinha feito uma aliança com a FPO, que queria que fosse um laboratório europeu, reclamou eleições legislativas antecipadas, nota LE MONDE.

Extremas-direitas na Europa, o revelador austríacos, replica, L'HUMANITÉ. A demissão por escândalo do aliado de Le Pen, estragou o grande encontro dos nacionais-populistas reunidos em Milão por Salvini. Os nacionalistas austríacos foram abatidos em pleno voo, com o escândalo de corrupção que provocou a queda do líder da extrema direita, Heinz-Christan Strache.

Em Milão, os nacionais liberais tentaram mostrar os seus músculos. Uma milanesa está a ser investigada por difamação, porque empunhava um cartaz onde se podia ler "Salvini, amigo dos mafiosos, inimigo dos pobres", nota, L'HUMANITÉ.

Por seu lado, LIBÉRATION,  titula, Esquerdas, operação de sobrevivência. Poderiam ficar todas abaixo dos 10% ou mesmo dos 5%... assinando colectivamente um fracasso histórico. Os cabeças de lista dispersos como nunca, tentam a menos duma semana, seduzir os eleitores desamparados de esquerda. Defendem uma união mas não, conjuntamente, acrescenta, LIBÉRATION.

Mudando de assunto, LE FIGARO, titula sobre emoção antes de suspender o tratamento médico de Vincent Lambert. Ultimos recursos, declarações políticas, manifestação: a tensão aumenta quando a suspensão da alimentação e da hidratação deste doente tetraplégico em estado de consciência mínima está programada para esta semana. 

Quarentão, o doente Lambert, está nesse estado há 10 anos pelo que médicos defendem que já não tem sentido estar a mantê-lo em vida artificialmente. Mas os seus pais, com opinião diferente, pedem a intervençao do Presidente Macron e prometem apresentar hoje 3 novos recursos a diferentes instâncias judiciais contra a decisão do hospital universitário de Reims, nota, LE FIGARO.

Ciber-assédio, vidas destruídas, titula, LA CROIX. Assédio on-line não cessa de aumentar, mas os magistrados têm dificuldades em sancionar aqueles que insultam sob anonimato. 25 mil tuítes em 48 horas duma violência extrema, diz ter recebido um ex-refém de Daesh, Nicolas Hénin, especialista da luta contra o terrorismo. A gente acaba por pensar que merecemos esta violência reage Anne-Lise, insultada nas redes sociais, apenas porque é uma boa aluna do seu Liceu, acrescenta, LA CROIX. 

Enfim, sobre a África, LE MONDE dá destaque ao Mali, Barkhane e o desafio de minas artesanais. Minas que são a principal ameaça contra o exército francês numa guerra assimétrica que ganha terreno na zona fronteiriça com o Níger e Burkina faso, onde operam grupos armados. 

É ainda o mesmo vespertino, que faz referência ao Egipto, onde pelo menos 17  turistas sul-africanos e egípcios foram visados e feridos por um atentado perto das pirâmides de Gizé. 

Ofensiva militar turca no norte da Síria continua a suscitar indignação

Críticas a Trump que quer retirar tropas americanas da zona curda síria