rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

UNESCO Retirada Estados Unidos Israel Autoridade Palestina Propaganda África Lusófona

Publicado a • Modificado a

"Estados Unidos e Israel retiram-se da Unesco"

media
Estados Unidos e Israel retiram-se da UNESCO, com sede em Paris. JACQUES DEMARTHON / AFP

Como anunciado há um ano, pelos Estados Unidos e Israel, os dois países, abandonam teoricamente hoje, a Unesco, com efeito prático, a 1 de janeiro, segundo a Radio France Inter. A Unesco, com sede em França, é criticada de organização despesista, ineficiente e anti-Israel, favorecendo políticas palestinianas.


Teoricamente, os Estados Unidos e Israel, deixaram de fazer parte hoje, 31 de dezembro, da Unesco, segundo a Rádiio francesa France Inter, como os dois países tinham anunciado o ano passado.

A Unesco, que perde assim, o seu maior contribuinte financeiro, os Estados Unidos, lamenta a implementação da medida administrativa desta retirada, ainda segundo a France Inter.

Há 7 anos os Estados Unidos e Israel, tinham deixado de financiar a Unesco, porque criticavam a entrada da Autoridade palestiniana na organização das Nações Unidas para a educação, ciência e cultura.

Por outro lado, em julho de 2017, uma decisão da Unesco, com sede em Paris, provocou a ira do Estados Unidos, quando a organização qualificou a cidade velha de Hebron, como património com uml "valor universal excepcional". 

Israel, denunciou a decisão como sendo delirante que reescrevia a história.

Mas estas relações difíceis entre a Unesco e os Estados Unidos, datam de 1989, quando o ex-presidente Ronald Reagan, se retirou desta organização qualificada de órgão de propaganda contra os Estados Unidos.

Na mesma ocasião o Reino Unido, abandonou igualmente a Unesco, mas depois de um certo tempo, os 2 países voltaram a integrar a organização, adoptando sempre uma posição muito crítica.

Enfim, nesta era do Presidente Donald Trump, esta posição é quase normal, na medida em que sempre denunciou o multilateralismo e suas organizações, chegando mesmo a ameaçar a ONU e o seu despesismo, cortando a contribuição financeira dos Estados Unidos à organização mundial.

Estados Unidos e Israel retiram-se da Unesco, segundo France Inter 31/12/2018 ouvir