rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França Caso Benalla Emmanuel Macron Passaporte

Publicado a • Modificado a

Benalla mantém contacto com Macron

media
O presidente Emmanuel Macron e o seu antigo conselheiro, Alexandre Benalla REUTERS/Gonzalo Fuentes/

Alexadre Benalla, antigo encarregado de missão do presidente francês, garante, em declarações à Mediapart, continuar a trocar mensagens com Emmanuel Macron, após ter sido exonerado do cargo na sequência dos confrontos do 1° de Maio.

 


Benalla afirma que as mensagens foram enviadas através da rede Telegram, tendo conservado as provas no seu telemóvel.

As palavras do antigo colaborador de Emmanuel Macron contradizem afirmações da Presidência da República francesa que assegura não ter havido "nenhum contacto" entre o Chefe de Estado e Benalla.

O antigo colaborador de Macron diz que, durante os contactos, o presidente francês quer sobretudo saber a sua opinião sobre alguns acontecimentos da actualidade, por exemplo, os coletes amarelos, sobre uma ou outra pessoa, ou sobre questões de segurança.

No entanto, Benalla afirma que vai ser "duro" desmentir as provas que possui. E considera que Macron está rodeado de "tecnocratas" que "pertencem a uma família pior do que a máfia", acrescenta.

Benalla adianta, no entanto, que tem contactado, de forma regular, outros membros da presidência da república.

Os contactos aconteceram até terem sido divulgado notícias sobre a utilização por parte de Benalla dum passaporte diplomático durante viagens de negócios a África, após a sua exoneração.

O Eliseu recusou até agora comentar as declarções de Benalla. No entanto, o Presidente da República francesa fala, hoje, véspera de ano novo, ao país pelas 20H00, hora de Paris.

Enquanto isto, o seu antigo conselheiro, Gaspar Gantzer, pediu, esta segunda-feira, ao Eliseu, que dissesse toda a verdade sobre aquilo que considera ser a "triste crónica", que é o caso Benalla.

Por seu turno, o presidente da Mediapart, Edwy Plenel, disse, esta segunda-feira,  acreditar nas declarações de Benalla.

"Temos todas as razões para acreditar que aquilo que Alexandre Benalla nos disse em "on", numa entrevista gravada, corresponde à verdade.

E isto enquanto investigadores que somos no respeito das regras deste ofício," afirma Edwy Plenel 

Oiça aqui as declarações de Edwy Plenel

Declarações Edwy Pleynel 31/12/2018 ouvir