rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França Desporto Mónaco Futebol Ligue 1 Campeonato Francês PSG Pelé Paris Saint-Germain (PSG)

Publicado a • Modificado a

Futebol: Mónaco, vice-campeão em situação preocupante

media
O avançado argentino do PSG, Ángel Di María (esquerda), frente ao internacional guineense do Mónaco, Pelé (direita). Imagem de Arquivo. Anne-Christine POUJOULAT / AFP

A 12ª jornada encerra neste domingo 4 de Novembro com o encontro entre o Montpellier e o Marselha. No entanto já podemos tirar algumas ilações: o PSG arrecadou o 12° triunfo e bateu um recorde de invencibilidade, enquanto o vice-campeão 2017/2018, o Mónaco, ocupa o 19° e penúltimo lugar com sete pontos.


O Mónaco, antigo clube do treinador português Leonardo Jardim, foi derrotado por 1-0 na deslocação ao terreno do Reims num jogo a contar para a 12ª jornada do Campeonato francês da primeira divisão de futebol, a Ligue 1.

No Estádio Auguste Delaune, os monegascos não conseguiram pontuar. O Reims apontou o único golo aos 24 minutos pelo médio francês Mathieu Cafaro.

Na segunda parte ainda tentou reagir com as entradas em campo do médio luso-guineense Pelé e do avançado colombiano Falcao. Recorde-se que Falcao jogou em Portugal, no FC Porto, enquanto Pelé chegou este Verão ao Mónaco proveniente do Rio Ave.

No entanto a sorte continuou a fugir a equipa monegasca. Aos 58 minutos e aos 71 minutos, Pelé recebeu dois cartões amarelos e foi expulso. Uma expulsão algo severa para o internacional guineense.

Em entrevista exclusiva à RFI, Pelé, médio do Mónaco, admitiu que os monegascos desejavam obter um melhor resultado, e afirmou que foi mal expulso.

Pelé, médio guineense do Mónaco 04/11/2018 ouvir

Com este triunfo, o Reims subiu para oitavo lugar com 17 pontos, enquanto o Mónaco ficou no 19° e penúltimo lugar da Ligue 1 com 7 pontos, os mesmos que o último classificado, o Guingamp.

Na próxima jornada o Mónaco recebe o Paris Saint-Germain, a 11 de Novembro, enquanto o Reims se desloca ao terreno do Saint Étienne, a 10 de Novembro.