rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Revista de Imprensa
rss itunes

Primárias à direita e confusão à esquerda na corrida ao Eliseu

Por João Matos

As primeiras páginas dos jornais franceses estão dominadas pelas primárias da direita no quadro das presidenciais de 2017 e  pela candidatura de Macron ex-ministro da economia do governo socialista.

As incógnitas da primária da direita, é o principal título do vespertino LE MONDE. O Duelo Juppé/Sarkozy creditados de 36 e 29 por cento de intenções de voto é doravante posto em causa por François Fillon, que tem 22 por cento. Esta primária gira portanto à volta destas 3 figuras da direita, nota LE MONDE.

Três entervistas para convencer, com fotos de Juppé, Sarkozy e Fillon, titula LE FIGARO, com Juppéa defender uma reforma eficaz como antídote aos populimos, Sarkozy, dizendo que ele presidente ninguém irá impor o que quer que seja à França e Fillon que quer reformar a França e dirigi-la com dignidade.

Passando para a esquerda, LE  FIGARO, escreve que a candidatura Macron agrava a confusão da esquerda. Anunciando a sua candidatura às presidenciais o antigo ministro do governo socialista, coloca o presidente, Frnaçois Hollande, o primeiro ministro, Valls e o PS, numa situação complicada.

Em relação ao internacional, destaque para o adeus à Europa, do ainda presidente americano, Obama, que na Grécia,  ao lado de Tsipras, defendeu uma redução da dívida grega e denunciou a austeridade.

Em Berlim, Obama esteve com a chanceler Merke, com quem desenvolveu laços mais estreitos, consequência do enfraquecimento do presidente francês, François Hollande e do primeiro minsitro britânico, David Cameron.

Enfim, sobre a África, LE MONDE, destaca Tunísia, confrontada com a memória da ditadura, estando a ser ouvidas hoje e amanhã vítimas dos crimes cometidos pelo antigo poder.