rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Revista de Imprensa
rss itunes

14 de julho, festa nacional francesa

Por João Matos

As primeira páginas dos jornais franceses estão dominadas pela festa nacional francesa do 14 de julho, mas a nível internacional reacções ao novo governo britânico ou a multas da comissão europeia que poderão ser aplicadas a Lisboa e Madrid, por não respeitarem rigor orçamental.

LE MONDE titula, o que se pode reter do 14 de julho de Hollande, para acrescentar que o chefe de estado apelou o seu ministro de economia Macron, a mais solidariedade, com o governo, sublinhando que não respeitar as regras do governo é não ficar nele.

LE FIGARO, titula, 14 de julho: em todas as frentes, os exércitos submetidos a uma rude prova e a nível político, o pugilato Valls/Macron, trabalho de sapa da autoridade de Hollande.

Hollande, Valls, Macron, o baile de bombeiros pirómanos, replica LIBÉRATION. Estamos perante um ajuste de contas ao mais alto nível do estado após o comício surreal do ministro da economia, que já não engana ninguém sobre as suas intenções para 2017.

Em relação ao internacional, LE FIGARO pergunta se os défices da Espanha e de Portugal serão mesmo sancionados por bruxelas?

A comissão europeia sugeriu multas simbólicas porque Lisboa e Madrid não cumpriram as regras orçamentais, mas tal soa mais como uma advertência lançada aos dois países que cada vez mais estão a esquecer-se de cumprir com os esforços orçamentais nota LE FIGARO.

Enfim o o mesmo FIGARO destaca também a primeira-ministra britânica, Theresa May, que formou um governo Brexit, com o campeão da saída do país, da União europeia, Boris Johnson, como ministro dos negócios estrangeiros, entre outras personalidade do género.
 

Ofensiva militar turca no norte da Síria continua a suscitar indignação

Críticas a Trump que quer retirar tropas americanas da zona curda síria