rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Paris Ébola Vírus Repatriamento Libéria Médicos Sem Fronteiras Remédio Hospital

Publicado a • Modificado a

Francesa contaminada pelo Ebola recebe tratamento experimental

media
Fachada do hospital militar Bégin, em Saint-Mandé, na região parisiense, onde está confinada a voluntária francesa do MSF contaminada pelo Ebola. REUTERS/Charles Platiau

A enfermeira francesa da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) contaminada pelo vírus Ebola chegou à França na madrugada desta sexta-feira (19) proveniente da Libéria. Ela está internada em um hospital militar da região parisiense especialmente adaptado para dar atendimento a pacientes com a febre hemorrágica.


A ministra da Saúde, Marisol Touraine, disse que o transporte do aeroporto para o hospital aconteceu em condições de absoluta segurança. A enfermeira está confinada e já começou a receber um tratamento experimental contra o Ebola, informou a ministra. Todos os remédios foram importados.

Em um decreto publicado hoje no diário oficial, o Ministério da Saúde francês autoriza a importação e a utilização de vários medicamentos que estão sendo testados contra o Ebola, como o japonês Favipiravir, o americano ZMapp e o canadense TKM-100-802. Todas as pessoas contaminadas pelo vírus poderão ser tratadas com esses remédios nos hospitais franceses.

A enfermeira da MSF é a primeira francesa a contrair a doença. Ela trabalhava com pacientes infectados na Libéria, um dos países da costa oeste da África mais afetados pela epidemia. Segundo o último balanço da Organização Mundial da Saúde, a febre hemorrágica já matou 2.630 pessoas das 5.357 que tiveram diagnóstico confirmado.