rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França Moda Consumidor

Publicado a • Modificado a

Francesas são as que menos compram roupas na Europa

media
Fazer compras durante os períodos de promoção se tornou um dos critérios para as francesas. Laure Pouget/ RFI

Um estudo publicado pelo Instituto Francês da Moda (IFM) revela que as mulheres francesas são as que menos gastam com roupas na Europa. O consumo teria caído cerca de 3% nos últimos dez anos. Um contexto justificado pela situação econômica difícil, mas também pela queda dos preços, que possibilitam a compra de produtos cada vez mais baratos.


Apesar da imagem de sofisticação associada às mulheres francesas, o estudo da IFM revela que elas são as que menos gastam com roupas na Europa. De acordo com a pesquisa, as consumidoras do país gastam em média 410 euros por ano para se vestir. As europeias que mais gastam são as alemãs, que consomem em média 602 euros de por ano, seguida pelas italianas (524 euros), as britânicas (495 euros) e as espanholas (431 euros).

De acordo com Patrícia Romatet, que dirigiu o estudo, as francesas sempre foram conhecidas por sua cultura de moda. “Elas não esperam o surgimento de uma nova tendência para comprar e podem renovar o guarda-roupa a cada temporada”, explica a especialista. “Mas a crise mudou as coisas e agora o preço dos produtos e os períodos de promoção fazem parte dos critérios na hora de comprar”, analisa.

A pesquisa também revela que o vestido é a peça do vestuário mais comprado na França. Em 2010 as vendas do produto aumentaram 26,9% em valores absolutos e 22,3% em volume.

O estudo, que se concentrou nas atitudes das consumidoras durante os últimos dez anos, constatou que o mercado francês de moda feminina sofreu uma retração de 3% em valor e 2,2% em volume no período. Vários fatores justificam esses números. O primeiro deles é a baixa dos preços das roupas, principalmente graças às redes de fast fashion, que possibilitam a compra de produtos cada vez mais baratos. De acordo com o instituto, os preços médios caíram 13% nos últimos dez anos, contra apenas 6% de queda no mercado de roupas masculinas, o que pesou nos resultados finais.

Maioria não usa o que compra

Outro aspecto enfocado pelo estudo é ligado aos hábitos das consumidoras após as compras. Segundo a pesquisa, 70% das entrevistadas confessam usar menos da metade das roupas de seus armários. Outro fenômeno notado pelos pesquisadores é a revenda de peças na internet, uma solução cada vez mais adotada pelas francesas para se desfazer das peças que não usam mais.