rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Alemanha Angela Merkel Barragem Enchentes Europa Inundações

Publicado a • Modificado a

Enchentes provocam prejuízos de bilhões de euros na Alemanha

media
A Alemanha registrou as piores enchentes dos últimos dez anos. Danúbio atinge nível recorde. REUTERS/Tobias Schwarz

As inundações recordes na Alemanha e em outros países da Europa Central entraram na fase de estabilização. Mas ainda continuam os trabalhos para reforçar diques em diversas regiões. Dezenas de milhares de voluntários, bombeiros e soldados do exército ainda estão trabalhando. A chanceler alemã, Angela Merkel, faz nesta terça-feira, 11 de junho de 2013, uma reunião para avaliar os prejuízos em todo o país que devem ultrapassar 10 bilhões de euros.


Com a colaboração de Marcio Damasceno, correspondente da RFI em Berlim

Na Alemanha, as autoridades tiveram que retirar cerca de 3 mil pessoas na cidade de Stendal, no leste do país, depois que um dique se rompeu no rio Elba na noite de domingo para segunda. As cheias também afetaram as conexões de trem. A ponte ferroviária sobre o rio Elba foi interditada, afetando os trens de longa distância de Berlim, Frankfurt e Hannover e provocando atrasos e cancelamentos.

Os danos calculados em toda a Alemanha por causa das cheias podem alcançar mais de 10 bilhões de euros, cerca de 28 bilhões de reais. A chanceler alemã, Angela Merkel, se reúne nesta terça com os governadores dos estados alemães para falar sobre a ajuda e avaliar danos.

Na cidade de Magdeburg, onde as autoridades tiveram que retirar cerca de 23 mil pessoas, a situação apresenta ligeiras melhoras. O nível de água começa a descer após ter alcançado 7,5 metros, quase um metro acima das cheias recorde de 2002, consideradas as "inundações do século". Mas ainda existe perigo de alguns diques cederem à pressão das águas.

Europa central

A água começa a baixar na República Tcheca e na Áustria. A Hungria também se preparou para sofrer graves inundações, mas o rio está baixando de nível. Em Budapeste, milhares de voluntários depositaram sacos de areia para conter o Danúbio.

O número de mortes pelas cheias aumentou na segunda-feira para 19, com a descoberta na Áustria do corpo de uma pessoa, que estava desaparecida, vítima de um deslizamento de terra.