rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Boxe Estados Unidos México

Publicado a • Modificado a

Chavez,Tyson e Stallone no Hall da Fama do boxe

media
Da esquerda para direita: O mexicano Julio Cesar Chavez, o americano Mike Tyson e o ator americano Sylvester Stallone. Reuters/RFI

Os ex-boxeadores americano Mike Tyson e o mexicano Julio Cesar Chavez, bem como o ator e diretor americano Sylvester Stallone entraram no Panteão do Boxe (Hall da Fama) do boxe neste domingo em uma cerimônia em Canastota, no estado de Nova York.


Muito emocionado, Mike Tyson mal conseguiu completar seu discurso apesar dos aplausos do público. " Não consigo nem mesmo terminar. Obrigado, obrigado", disse ele antes de se sentar. Antes, Tyson prestou uma homenagem ao seu ex-treinador Cus d'Amato, morto em 1985 que o descobriu.

"Iron Mike", 44 anos, fez história no esporte em 1986 quando se tornou, aos 20 anos, o mais jovem campeão do mundo dos pesos pesados. Ele dominou a categoria entre 1987 e 1990 graças principalmente às força de seus golpes. Seu reinado chegou ao fim em 11 de fevereiro ao ser derrotado por James "Buster" Douglas. Tyson conquistou 50 vitórias, sendo 40 por nocaute e seis derrotas. Seus problemas com a justiça, especialmente devido a denúncias de violência doméstica, mancharam sua carreira.

Julio Cesar Chavez, 48 anos, foi campeão do peso pluma, leve e meio-médio, ao longo de sua carreira. O mexicano ficou invencível durante 90 combates antes de ser derrotado por Frankie Randall, em 1994.

Sylvester Stallone entrou no Hall da Fama do boxe por ter incarnado o boxeador Rocky Balboa seis vezes no cinema entre 1976 e 2006. O primeiro filme da série, escrito por Stallone e dirigido por John G. Avildsen, ganhou três Oscar , entre eles o de melhor filme em 1976.

O Museu e Hall da Fama do Boxe Internacional foi inaugurado em em 1982. Um boxeador profissional deve esperar no mínimo 5 anos após sua retirada dos ringues para ser elegível e integrar esse Templo dos Imortais do esporte.