rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Ásia-Pacífico Avião Embraer Índia Vendas

Publicado a • Modificado a

Embraer fecha venda de 50 aviões para companhia indiana Air Costa

media
Wikipédia

A Embraer anunciou hoje a assinatura de um contrato de US$ 2,94 bilhões para a venda de 50 E-Jets E2 à companhia aérea indiana Air Costa. Ontem, a Embraer fechou um contrato de venda de 1.500 aviões comerciais para empresas da região Ásia-Pacífico, incluindo a China.


O contrato assinado com a Air Costa prevê uma opção de compra de outros 50 aviões. A encomenda torna a companhia a primeira cliente dos modelos E-Jet E2 da Embraer no mercado indiano, segundo o comunicado da fabricante brasileira, terceira do ranking mundial atrás da Airbus e da Boeing. Os jatos E-Jet E2 podem transportar de 70 a 132 passageiros.

A Air Costa faz parte do grupo indiano LEPL, que possui ativos no setor imobiliário, de aviação e infraestruturas. A companhia começou a operar voos comerciais em outubro do ano passado, propondo a seus clientes rotas para cidades de tamanho médio em todo o país. Os primeiros jatos adquiridos da Embraer serão entregues em 2018.

Ontem, a Embraer já havia anunciado a entrega de 1.500 aviões comerciais para companhias da região Ásia-Pacífico, incluindo chinesas, para os próximos 20 anos.

O presidente da área comercial da Embraer, Paulo Cesar Silva, afirma que o tráfego aéreo na região Ásia-Pacífico é de tipo secundário. As companhias atendem zonas de baixa e média densidade habitacional, com transporte de passageiros estimado em 300 pessoas por dia nos trajetos ida e volta. Pelo menos 60% dos voos têm escala, e os E-Jets, segundo Silva, permitem "desenvolver um melhor sistema de alimentação do tráfego e de conexão da malha aérea".

A Embraer entregou ano ano passado 209 aviões comerciais e jatos executivos por um valor global de encomendas de US$ 18,2 bilhões.