rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Ajuda financeira Chipre Christine Lagarde Crise FMI União Europeia

Publicado a • Modificado a

FMI anuncia empréstimo de mais 1 bilhão de dólares para Chipre

media
O Chipre terá até 2018 para melhorar suas finanças. REUTERS/Bogdan Cristel

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, anunciou neste quarta-feira (03) o empréstimo de mais de um bilhão de dólares para o Chipre, que será submetido ao Conselho de Administração no início de maio. O Fundo deverá participar financeiramente do plano.


O acordo para o empréstimo de 1,34 bilhão de dólares para o Chipre faz parte do plano de ajuda de 10 bilhões de dólares concluído entre os europeus e as autoridades da ilha, de acordo com um comunicado divulgado pelo FMI. Segundo o texto, a contribuição do Fundo para Chipre, prometida em março, será atribuída em um prazo de três anos.

De acordo com Christine Lagarde, as autoridades cipriotas adotaram um programa ambicioso para ‘’enfrentar os desafios econômicos que o país enfrenta atualmente.’’ O dois objetivos do FMI, explica a diretora-geral do Fundo, são reestabelecer a saúde do sistema financeiro cipriota “reestruturando e reduzindo substancialmente o setor bancário, e diminuir a dívida pública a um nível “tolerável.”

À beira da falência, o Chipre obteve no último dia 25 de março a aprovação do plano. Em contrapartida, o país teve que teve reestruturar seu sistema bancário, e confiscar parte do dinheiro depositado pelos correntistas. No dia 30 de março, o Banco do Chipre confirmou que os titulares de contas com mais 100 mil euros teriam 37,5% do valor confiscado, recebendo ações do banco em troca. As perdas poderiam chegar até a 60%.

O Ministério alemão das Finanças alemão anunciou que o esboço do protocolo do acordo entre Chipre e os credores (Banco Central Europeu, União Europeia e FMI), deve ficar pronto até o dia 9 de abril. De acordo com ele, o parlamento alemão deverá se pronunciar sobre o plano de ajuda ao país até o dia 15 de abril.