rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Mundial de futebol 2018 Índia Portugal Cristiano Ronaldo

Publicado a • Modificado a

Mundial2018: Indianos na Rússia por Portugal

media
Adeptos de Portugal em Sochi... vindos de Goa, Índia, a 15 de Junho de 2018. RFI/Élcio Ramalho

Há quem tenha ido de propósito de Goa, na Índia, à Rússia para apoiar a selecção portuguesa. A reportagem da RFI em Sochi privou com um grupo de adeptos, fãs de Cristiano Ronaldo, enaltecendo o papel dos portugueses na introdução em Goa do futebol, modalidade que estaria a ganhar maior impacto.


O jogo de estreia de Portugal no Campeonato Mundial de futebol de 2018 foi testemunhado na cidade russa de Sochi a 15 de Junho passado por adeptos da selecção das quinas provenientes de Portugal e não só.

José Manuel Messias Savio, Luis Félix António Rodrigues, José dos Mártires Furtado Sousa e Menino da Assunção Goez Souza Proença fizeram questão em deslocar-se à Rússia onde permanecem até dia 27 de Junho.

E no Estádio de Sochi, na estreia da selecção das quinas, testemunharam o empate a três bolas com a Espanha, tida como uma das favoritas para este torneio.

Portugal começara a vencer, antes de Espanha, ex campeão mundial, chegar a empatar, mas os lusos, ainda na primeira parte, deram a volta ao resultado.

Na segunda parte os "vermelhos" empatam e, depois, voltam a superiorizar-se até nos últimos momentos de jogo Portugal chegar ao empate.

Com todos os golos lusos a serem apontados pelo respectivo capitão, o madeirense Cristiano Ronaldo, jogador do Real Madrid.

O vencedor de cinco Bolas de ouro impressionou no seu primeiro jogo do Mundial e o seu prestígio além fronteiras é inequívoco, caso de Goa, na Índia.

E isto como referiu a Élcio Ramalho, o adepto goês da selecção das quinas Menino da Assunção Goez Souza Proença.

Adepto indiano (Goa) da selecção portuguesa 18/06/2018 ouvir

Goa foi conquistada por Portugal em 1510, mantendo-se, como Damão e Diu, como pertença de Lisboa até à invasão das tropas indianas em 1961.

O navegador português Vasco da Gama chegou à Índia em 1498 abrindo a rota das especiarias, tão cobiçadas na altura.

Vasco da Gama abriu, desta feita, o caminho marítimo para a Índia contornando o continente africano através do Cabo das Tormentas, na actual África do Sul.

Este tornar-se-ia Cabo da Boa Esperança, perto da Cidade do Cabo, simbolizando, precisamente, a esperança renovada que ele tivera em alcançar a sua meta: a Índia.

Estes adeptos goeses realçaram o papel desempenhado por Portugal localmente ao introduzir e desenvolver o futebol, modalidade que continuaria a crescer naquele agora Estado da União Indiana.