rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Cabo Verde São Tomé e Príncipe África África Lusófona Cooperação Militar Política Defesa Água

Publicado a • Modificado a

Acordo de defesa entre os governos de Cabo Verde e de STP

media
Luís Filipe Tavares, ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde. TIAGO PETINGA/LUSA

Os ministros da Defesa de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, e de São Tomé e Príncipe, Arlindo Ramos, assinaram um acordo de cooperação no domínio da defesa entre os dois países.


O ministro cabo-verdiano anunciou que o exército de São Tomé será incluído nos exercícios militares conjuntos que atualmente são feitos nas águas territoriais de Cabo Verde, nos quais participam as forças de Portugal, Espanha, França, Brasil e Estados Unidos.

Exercícios para coordenar acções no domínio da defesa entre as duas Nações lusófonas.

Luís Filipe Tavares, ministro da Defesa cabo-verdiano, revelou a importância deste acordo no que diz respeito à segurança marítima e à luta contra a pirataria.

Luís Filipe Tavares, ministro da Defesa cabo-verdiano 02/08/2018 ouvir

O acordo de segurança é importante e vai reforçar os laços de cooperação entre os nossos dois países. Sabemos que no ano passado houve mais de 400 actos de pirataria nesta sub-região do Golfo da Guiné. Temos que trabalhar juntos para contribuir para a segurança do Golfo da Guiné, que é uma zona com muitos problemas de natureza política, conflitos étnicos, políticos, uma grande instabilidade", assegurou.

Arlindo Ramos, ministro da Defesa e Administração Interna de São Tomé e Príncipe, também destacou a importância do acordo, recordando que ambos os países estão em zonas de conflitos.

Arlindo Ramos, ministro da Defesa e Administração Interna de São Tomé e Príncipe 02/08/2018 ouvir

"A nossa ambição é reforçar a nossa capacidade de fiscalização marítima no Golfo da Guiné. Esta cooperação com Cabo Verde vai-nos permitir formar os nossos homens e adquirir maior capacidade para que essa fiscalização seja feita com maior eficácia possível", concluiu.