rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Literatura Escritor Cultura Arte

Publicado a • Modificado a

Cabo Verde com novo Prémio Camões

media
Germano Almeida, Prémio Camões 2018. Facebook Germano Almeida

O segundo prémio Camões para um escritor cabo-verdiano, no caso ontem para Germano Almeida, é motivo de regozijo no arquipélago. O interessado demonstrou-se surpreso com o facto, o presidente da república afirmou não poder haver "melhor notícia" para o país.


Germano Almeida é o segundo escritor de Cabo Verde a vencer o mais importante galardão de literatura de língua portuguesa - o prémio Camões. Em declarações à imprensa, na cidade do Mindelo, onde vive, Germano Almeida mostrou-se surpreso.

O vencedor do prémio Camões 2018, espera que Cabo Verde saiba aproveitar as distinções para projectar o nome do país no Mundo.

O presidente da Academia Cabo-verdiana de Letras, David Hopffer Almada, mostrou-se satisfeito com atribuição do prémio Camões 2018 a Germano Almeida e disse que há muito tempo que o escritor merecia uma distinção do nível prémio Camões.

Por sua vez, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, felicitou pela conquista e considerou que o Prémio Camões 2018 “consagra o escritor, Germano Almeida que transpôs a barreira da literatura e dos contos cabo-verdianos além-fronteira, levando estórias, baseadas em factos reais, aos vários livros que tem escrito ao longo da sua vida".

Confira aqui a reportagem de Odair Santos em Cabo Verde.

Correspondência de Cabo Verde 22/05/2018 ouvir

Por seu lado Jorge Carlos Fonseca, chefe de Estado, também ele escritor, afirmou à agência Lusa que este prémio não podia ser uma "melhor notícia" para o país.

Jorge Carlos Fonseca, presidente da república de Cabo Verde 22/05/2018 ouvir