rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Brasil ganhou (2 a 0) à Costa Rica, mas só nos descontos

Educação Professor Cabo Verde Desaparecimento África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Cabo Verde suspende salários a 390 professores em lugar incerto

media
Escola primária na Cidade da Praia. Há professores desaparecidos que estavam a receber ordenados RFI/Neidy Ribeiro

O governo caboverdiano anunciou a suspensão do pagamento dos salários de 390 professores com paradeiro desconhecido. O ministério da Educação fez um levantamento dos professores no país e chegou à conclusão que de um total de 7.700 professores básicos e secundário, 1.700 não estão inscritos e 390 desaparecidos.


Após realizar o levantamento do número de professores existentes, em Cabo Verde, o ministério da Educação constatou que o arquipélago conta com cerca de

7.700 professores no ensino básico e secundário, mas cerca de 1.700 não estão inscritos em nenhuma actividade lectiva e não se conhece o paradeiro de 390 docentes.

Assim, a ministra da educação, Maritza Rosabal, mandou suspender o salário dos professores com paradeiro desconhecido.

Reagindo à decisão do Ministério da Educação, o  presidente da Federação Cabo-verdiana dos professores, em declarações a uma rádio privada, considerou ser um caso de polícia o facto de existir cerca de 400 docentes do ensino básico e secundário em parte incerta e que recebem salário.

O mínimo que se pode dizer é que em Cabo Verde, está-se a passar coisas do Arco da Velha, se tivermos em conta que, recentemente, houve desaparecimentos de crianças e agora são professores que recebem ordenados, mas estão em parte incerta.

De Cabo Verde, o nosso correspondente, Odair Santos.

Odair Santos, correspondente em Cabo Verde 06/03/2018 ouvir