rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

África Lusófona Cabo Verde FAO Economia

Publicado a • Modificado a

Um milhão de dólares da FAO para Cabo Verde

media
Cidade de Mindelo, São Vicente, Cabo Verde (imagem de ilustração) DANIEL SLIM / AFP

Governo de Cabo Verde vai receber da FAO um milhão de dólares para a elaboração do Plano Nacional de Investimentos e Programa para a Promoção da Economia Azul. Este é o resultados do acordo foi assinado na Cidade da Praia, esta Sexta-feira, entre a directora-geral Adjunta da FAO, Helena Semedo, e o ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves.


A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), considera que Cabo Verde tem sido “um exemplo” na promoção da Economia Azul. Por isso, disponibiliza ao país um milhão de dólares para a elaboração do Plano Nacional de Investimentos e preparação para a promoção da Economia Azul.

O acordo foi assinado na Cidade da Praia, entre a directora-geral Adjunta da FAO, Helena Semedo, e o ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves.

Helena Semedo afirma que, agora, Cabo Verde tem condições para desenvolver projectos de Economia Azul.

Cabo Verde, que foi o primeiro país africano a assinar a carta de Economia Azul,  em 2015, tem um ano para implementar o montante de um milhão de dólares nos projectos de Economia Azul que engloba as pescas, o ecoturismo e os transportes marítimos.

A FAO espera que seja usado para o proveito e bem-estar das populações, sobretudo das que vivem nas zonas costeiras.

Oiça aqui a correspondência de Odair Santos, correspondente da RFI em Cabo Verde

 

Correspondência de Odair Santos 23/12/2017 ouvir