rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Cabo Verde Paraíso fiscal União Europeia

Publicado a • Modificado a

Cabo Verde fora da lista negra dos paraísos fiscais

media
Luís Filipe Tavares, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde RFI/Cristiana Soares

Cabo Verde deixou de constar da lista negra dos paraísos fiscais elaborada pelos ministros das Finanças da União Europeia, uma notícia que foi acolhida com satisfação pelo governo cabo-verdiano.


O governo de Cabo Verde está satisfeito com o facto de o país não constar da lista negra de paraísos fiscais elaborada pelos ministros das Finanças da União Europeia.

A reacção do executivo sobre a exclusão de Cabo Verde da lista "negra" de paraísos fiscais foi feita pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares que afirmou que arquipélago é um Estado de direito democrático que respeita as normas internacionais e tem confiança dos seus parceiros, entre os quais a União Europeia.

Cabo Verde consta de uma lista de 47 países da chamada lista cinzenta que não cumprem totalmente os requisitos de transparência fiscal.

Segundo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares o país está a trabalhar com União Europeia para harmonizar as legislações a todos os níveis, sobretudo nas questões fiscais.

Da lista "negra" de paraísos fiscais elaborada pela União Europeia constam entre outros: Macau, Coreia do Sul, Namíbia, Panamá, Bahrein, Tunísia e Emirados Árabes Unidos como nos explica o nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde 06/12/2017 ouvir