rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

28a Cimeira da União Africana Cabo Verde Comores Seicheles África

Publicado a • Modificado a

Cabo Verde apresenta Estados insulares à UA

media
Luís Filipe Tavares, ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde governo.cv

Cabo Verde apresentou esta quinta-feira a declaração constitutiva dos pequenos Estados insulares à presidente da Comissão da União Africana, Dlamini Zuma. O objectivo deste grupo é falar a uma só voz no seio da organização panafricana e beneficiar das ajudas que estão previstas no quadro da UA.


O ministro cabo verdiano dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, entregou esta manhã o documento à presidente da Comissão da União Africana, Dlamini Zuma, e aproveitou a ocasião para lhe dar conta das actividades e das necessidades do grupo que é presidido por Cabo Verde.

"Estamos neste momento a divulgar junto da União Africana e da própria Comissão os resultados que nos realizamos na cidade da Praia. Pensamos que é um passo importante que estamos a dar (...)os pequenos Estados insulares têm necessidades próprias e no quadro da UA nos devemos falar uma única voz, exactamente para fazer valer as nossas ideias", refere.

Segundo o responsável pela diplomacia cabo-verdiana a formação deste grupo vai trazer vantagens em termos de financiamento e cooperação entre os países insulares. "Nos queremos apostar nos transportes marítimos e pensámos que no quadro da União Africana é possível alcançar financiamentos consequentes para a ligação dos pequenos Estados Insulares, entre eles e o continente", acrescentou.

O grupo dos pequenos Estados insulares africanos foi criado em Dezembro do ano passado, na cidade da Praia, para tratar das especificidades dos arquipélagos no seio da organização panafricana. Cabo Verde, Comores, Madagáscar, Maurícias, Seicheles e São Tomé e Príncipe integram este grupo.

Ministro cabo verdiano dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares 26/01/2017 ouvir