rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Embraer Suborno Corrupção República Dominicana

Publicado a • Modificado a

Embraer sob suspeita de subornar funcionários dominicanos

media
Embraer sob suspeita de ter subornado funcionários dominicanos. REUTERS/Nacho Doce

Autoridades dos EUA e Brasil investigam suspeitas de que a Embraer teria subornado funcionários da República Dominicana em troca de um contrato de 90 milhões de dólares para fornecer aeronaves para as Forças Armadas do país. A informação foi divulgada pelo Wall Street Journal, citando documentos e fontes próximas do caso.


O terceiro maior fabricante de aviões civis do mundo, depois da Boeing e da Airbus, está sob investigação do Departamento de Justiça e do regulador dos mercados dos EUA (SEC, na sigla em inglês) desde 2010.

A Embraer afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que divulga, desde 2011, "a existência de um processo interno de investigação relativo a certas operações comerciais ocorridas fora do Brasil, no qual a empresa vem cooperando de forma plena com as autoridades".

A Embraer acrescentou ainda em nota que a referida investigação é realizada em caráter de sigilo, "de modo que não é permitido à empresa se pronunciar a respeito".

De acordo com documentos analisados pelo jornal, os reguladores dos EUA dizem que têm provas, incluindo registros bancários e emails, de que autoridades da Embraer aprovaram um suborno de 3,4 milhões de dólares a um funcionário da República Dominicana com influência em aquisições de equipamento militar.

A Embraer tem mais de 18 mil funcionários em fábricas no Brasil, China, Portugal, França e Estados Unidos.