rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Fórmula 1 Homenagem

Publicado a • Modificado a

Bruno Senna é destaque na imprensa francesa

media
"Seu tio encarnado", diz o título da matéria sobre o piloto Bruno Senna no Libération.

O jornal francês Libération traz um perfil de página inteira do piloto brasileiro Bruno Senna. O diário conta a história do sobrinho do campeão de Fórmula 1 morto na Itália, e fala dos preparativos para sua participação no Grande Prêmio de São Paulo, nesse fim de semana. Segundo Libé, essa corrida pode ser a última chance para que o sobrinho de Ayrton Senna prove do que é capaz.


Com o título “A encarnação de seu tio”, Libération traz um perfil detalhado do jovem Bruno Senna, no qual faz várias comparações com Ayrton Senna. “Com um olhar sombrio que faz lembrar o de seu tio, a semelhança é impressionante”, diz o diário.

O jornal também conta o difícil percurso do Bruno, que teve que superar o trauma do acidente que resultou na morte de seu tio. Após a tragédia do circuito de Imola, em 1994, o jovem “percebe que seu sonho de se tornar piloto havia morrido ao mesmo tempo que Senna, seu modelo e herói”, relata o jornal. “Eu era jovem e já tinha o sonho de correr. Mas eu não podia ignorar o traumatismo que vivia minha família. Eu me forcei a pensar em outra coisa”, conta Bruno ao diário francês. No entanto, relata Libé, apesar da morte do campeão, aos 18 anos o jovem confessa a sua mãe Viviane que a paixão pelas corridas ainda o consome.

Em seguida ele se lança nas pistas, sem esconder a tradição da família. “Eu tenho orgulho de usar esse sobrenome”, disse Bruno que, assim como Ayrton, preferiu guardar o nome de sua mãe, e não o de seu pai (Lalli). O jovem piloto reconhece que essa escolha já o ajudou na hora de convencer certos patrocinadores, “mais se chamar Senna não me faz correr mais rápido, e a pressão é muito maior”, pondera.

Libération também traz detalhes sobre o desempenho do piloto nas últimas corridas. “Após uma bela primeira qualificação na Bélgica e alguns pontos marcados na Itália, os Grandes Prêmios que se seguiram foram os da desilusão”, relata o diário, que diz que o piloto não tem certeza de nada para a próxima temporada. “A corrida desde domingo em São Paulo poderá ser a prova da última chance”, analisa do jornal francês.