rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

ONU Angola África Lusófona Seca Fome União Europeia Nações Unidas Províncias Família

Publicado a • Modificado a

ONU ajuda Angola contra a seca com 465 milhões de dólares

media
A fome e a seca que estão a assolar o sul de Angola. REUTERS

A Organização das Nações Unidas - ONU -, disponibilizou 465 milhões de dólares para a concretização de projetos destinados a limitar os efeitos da seca nas províncias da Huíla, do Namibe e Cunene, no sul de Angola.


Pier Paolo Balladelli, coordenador residente das Nações Unidas em Angola, anunciou que a ONU vai ajudar o país com 465 milhões de dólares que deverão ser aplicados nos próximos quatro anos para financiar projectos, como referiu o coordenador ao Presidente da Assembleia Nacional Fernando da Piedade Dias dos Santos, como por exemplo a construção de barragens no Cunene.

Recorde-se que a fome e a seca que estão a assolar o sul de Angola estão a tomar dimensões assustadoras. Há o registo de, pelo menos, a morte de cinco crianças por dia e milhares de pessoas sobrevivem alimentando-se de ervas e frutos silvestres. As províncias mais afectadas são o Cunene, Namibe, Kuando Kubango, Híila e Benguela. Milhares de pessoas estão a abandonar as suas aldeias para procurar água e alimentos. Acresce-se o registo da morte de animais por falta de pastagens.

De notar que as 14 mil famílias e as 20 mil crianças vulneráveis presentes nessas províncias vão beneficiar de um financiamento de pelo menos nove milhões de dólares provenientes da União Europeia e geridos pela UNICEF.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Avelino Miguel.

Correspondência de Avelino Miguel 29/08/2019 ouvir