rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Investigação Assassínio Sobrinho Abel Chivukuvuku CASA-CE Polícia Angola

Publicado a • Modificado a

Assassinado em Luanda sobrinho de Abel Chivukuvuku

media
Assassinado, em Luanda, Lucas Chivukuvuku, alto funcionário da procuradoria-geral da República Getty Images/Kostadin Luchansky - Angola Image Bank

Assassinado, em Luanda, Lucas Chivukuvuku, sobrinho do líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku. Agentes da polícia são suspeitos de ter assassinado o jovem de 32 anos, que na sua qualidade de funcionário da Procuradoria-geral da República, vinha investigando crimes de corrupção envolvendo altas figuras de Angola.


Autoridades policiais angolanas já vieram desmentir que agentes policiais estejam envolvidos no assassínio de Lucas Chivukuvuku, de 32 anos, cujo corpo foi encontrado morto na sexta-feira, em Luanda, capital de Angola.

Lucas Chivukuvuku, alto funcionário da Procuradoria-geral da República, que investigava casos de corrupção envolvendo altas figuras do regime angolano, era sobrinho do líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku.

Aliás, Abel Chivukuvuku, já veio declarar, que o seu sobrinho, vinha sendo assediado "para adulterar" os casos de corrupção que investigava. 

"Ultimamente, queixou-se à mãe, dizendo que estava sob pressão e suborno, porque estava a investigar um processo muito sensível",  declarou, o líder da CASA-CE, em entrevista à RFI.

Desde quinta-feira que Lucas, filho de Américo Chivukuvuku, estava desaparecido e acabou por ser encontrado morto na sexta feira com sinais de espancamento na morgue do Hospital Maria Pia. 

A Polícia nacional, já desmentiu, em comunicado, que tenha a ver algo com o assassínio de Lucas, alegando que o malogrado terá sido vítima de acidente de viação que envolveu um taxista de Toyata Hiace azul e branco que já se encontra a contas com a justiça. 

Esta versão é recusada pela família que exige explicações sérias e alega que o telemóvel do malogrado foi encontrado com um dos colegas do SIC, serviços de Investigação criminal.

O colega alegou que alguém terá apanhado o telemóvel e foi deixá-lo no piquete do SIC, junto ao aeroporto 4 de fevereiro. 

De Luanda o nosso correspondente, Daniel Frederico.  

Daniel Frederico, correspondente, em Luanda 09/07/2018 ouvir

Oiçamos aqui a entrevista de Abel Chivukuvuku, ao nosso correspondente, em Luanda, afirmando suspeitar que o sobrinho, Lucas, "tenha sido assassinado". 

Abel Chivukuvuku, líder da CASA-CE, em Angola 09/07/2018 ouvir