rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Angola União Europeia Parlamento Europeu João Lourenço Economia Asilo e Imigração Segurança

Publicado a • Modificado a

Presidente Angolano em Estrasburgo

media
João Lourenço no Parlamento Europeu a 4 de Julho de 2018. Parlamento Europeu

João Lourenço deslocou-se a Estrasburgo, no nordeste de França, onde se avistou com o Presidente do Parlamento Europeu e discursou também perante os parlamentares, esta tendo sido a primeira vez que um chefe de Estado angolano se dirige aos deputados do Parlamento Europeu. Há poucas semanas ainda, entre o fim do mês de Maio e o início de Junho, João Lourenço já tinha efectuado visitas oficiais em Paris assim como em Bruxelas onde chegou a avistar-se com Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu.


Questionado sobre o objectivo destes novos contactos com as entidades europeias, João Lourenço, cujo país assegura actualmente a presidência rotativa do órgão de cooperação nos domínios político, de Defesa e Segurança da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), evocou as "relações antigas" entre Angola e a União Europeia, os seus interesses comuns nomeadamente em termos de desenvolvimento económico, questões de segurança bem com o controlo dos fluxos migratórios.

Presidente João Lourenço em declarações recolhidas pela enviada especial Cristiana Soares em Estrasburgo 04/07/2018 ouvir

Depois do seu discurso, em declarações à imprensa, João Lourenço evocou igualmente as relações do seu país com Portugal que segundo o interessado são "boas". Relativamente à perspectiva de uma visita do chefe do governo português a Luanda, o Presidente angolano assegurou que deveria ser organizada ainda este ano e que a sua realização em nada depende do processo do antigo Vice-Presidente angolano Manuel Vicente, cujo caso por corrupção foi recentemente remetido a Luanda pela justiça portuguesa.

Presidente João Lourenço em declarações recolhidas pela enviada especial Cristiana Soares em Estrasburgo 04/07/2018 ouvir

Refira-se entretanto que, ao confirmar que estão em curso contactos para fixar uma data para a visita de António Costa a Angola, o chefe da diplomacia portuguesa declarou hoje em Lisboa que esta deslocação deveria ter uma dimensão económica, política, de cooperação bilateral e de contacto com a comunidade portuguesa "muito importante".