rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Angola Justiça Greve Sindicato

Publicado a • Modificado a

Angola: oficiais de justiça em greve até 1 de Junho

media
Greve no sector da justiça em Angola RFI

De hoje até 1 de Junho os oficiais de justiça em Angola estão em greve para exigir aumentos salariais e melhores condições de trabalho como acordado em 2014, a aderência é de 100% segundo o SOJA.


O Sindicato dos Oficiais de Justiça de Angola ou SOJA convocou uma greve de âmbito nacional entre esta segunda-feira (28/05) e sexta-feira (1/06), para reivindicar o cumprimento dos 11 pontos do caderno reivindicativo da classe, cujo acordo foi rubricado por ambas as partes a 14 de Novembro de 2014.

Lazaro Binjola, secretário-geral SOJA 28/05/2018 ouvir

Lázaro Binjola, secretário geral do SOJA afirma que a "aderência à greve é de 100% a nível de todo o país e apenas estão a ser cumpridos os serviços de urgência como o registo de óbitos, casamentos, solturas, realização de julgamentos, documentos, registos de nascimento, emissão de bilhetes de identidade, registo criminal não funcionam a nível nacional".

O Sindicato deu uma moratória de 90 dias ao Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos para o cumprimento das reivnidicações, caso contrário será convocada uma nova greve de duas semanas a partir de 28 de Agosto, afirma ainda este dirigente sindical.

O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos por sua vez criticou ontem (27/05) a atitude do SOJA que acusa de ter ignorado os esforços desenvolvidos pelo Executivo após vários dias de negociações e diálogo e de ter introduzido à última hora novas reivindicações, em relação aos 11 pontos em discussão desde 2014, incluindo deliberações tomadas pelo sindicato em Dezembro de 2017.

O SOJA rejeita estas acusações, afirmando não ter apresentado novas reivindicações mas sim contra-propostas e diz-se pronto a continuar o diálogo com a tutela.

Com a colaboração de Daniel Frederico, correspondente em Angola.