rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Angola Tuberculose Saúde Doença

Publicado a • Modificado a

Angola: dia mundial da tuberculose

media
O mundo assinala hoje o dia mundial de luta contra a tuberculosa e Angola é um dos países com índice elevado da doença. No último ano, registaram-se 51.805 novos casos de malária, dos quais 13% são crianças menores de 15 anos.  Aurélie Baumel/MSF

O mundo assinala hoje o dia mundial de luta contra a tuberculosa e Angola é um dos países com índice elevado da doença. No último ano, registaram-se 51.805 novos casos de malária, dos quais 13% são crianças menores de 15 anos. 


Segundo a direcção do Ministério da Saúde de Luta de Combate à Tuberculose, em 2017 Angola registou mais de 50.000 casos e cerca de 1373 óbitos. Entre os doentes controlados, 3% são crianças menores de 15 anos.

O país conta com 10 centros de combate à tuberculose, que enfrentam imensas dificuldades por falta de recursos financeiros e humanos. Segundo o Ministério da Saúde, a luta contra a tuberculose é um combate contra a pobreza e contra as desigualdades sociais e deve contar com a participação de todos.

Num seminário realizado ontem em Angola, Ambrósio Dissadidi, coordenador do Programa Nacioanl de Combate à Tuberculose, afirmou nomeadamente que "eliminando a tuberculose pulmonar, o número dos outros tipos de tuberculose vai desaparecer". 

Ainda assim, a verba disponibilizada pelo Orçamento Geral do Estado de 2018, não cobre 50% das necessidades do programa de combate à tuberculose. O crescimento da tuberculose em Angola está associado às condições de habitabilidade, à fome e à desnutrição, segundo as autoridades sanitárias.

De realçar que a tuberculose é a terceira causa de mortalidade em Angola, depois da malária e dos acidentes de viação. 

Confira aqui a crónica de Avelino Miguel, correspondente da RFI em Angola, sobre o assunto. 

Avelino Miguel, correspondente da RFI em Angola 24/03/2018 ouvir