rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Angola Cabo Verde Vistos Voos

Publicado a • Modificado a

Angola e Cabo Verde estreitam relações

media
Luís Filipe Tavares, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde RFI/Cristiana Soares

Os cidadãos cabo-verdianos que queiram viajar para Angola estarão isentos de apresentar vistos às autoridades anunciou, em Luanda, o ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano, Luís Filipe Tavares. O anúncio foi feito em conferência de imprensa onde foi feito o balanço visita de trabalho de quatro dias à capital angolana.


O chefe da diplomacia cabo-verdiana Luís Filipe Tavares entregou ontem ao Presidente angolano um convite do seu homólogo para visitar o arquipélago em Julho.

Por outro lado os cidadãos cabo-verdianos passarão a prescindir de visto em passaportes ordinários para deslocações a Angola. Ambos os países trabalham também na retoma de voos directos entre os dois países.

Manuel Augusto, ministro angolano das relações exteriores, alega abrirem-se amplas perspectivas de uma verdadeira parceria entre Luanda e a Cidade da Praia; "abrem-se amplas perspectivas de uma verdadeira parceria entre Angola e Cabo Verde carregadas de um sentido de novo. Devemos, portante, empenharmo-nos no estabelecimento dessa parceria empreendedora e construtiva que esteja à altura das potencialidades existentes dos nossos países e que seja do interesse reciproco dos nossos governos e povos".

Manuel Augusto, ministro angolano das Relações Exteriores 07/02/2018 ouvir

O ministro cabo-verdiano dos negócios estrangeiros, Luís Filipe Tavares, frisou ainda o apoio do seu país a uma candidatura angolana a membro permanente do Conselho de segurança da ONU; "nós queremos ajudar Angola nas suas pretensões enquanto potência africana forte. Tem ambições legítimas desde logo nas questões que têm a ver com reformas das Nações Unidas, nomeadamente, do Conselho de Segurança. Há vários pretendentes africanos para o Conselho de Segurança das Nações Unidas para membro permanente em representação da União Africana. Cabo Verde diz isso com todas as responsabilidades, com toda a humildade; o nosso candidato é Angola".

"Tudo faremos no quadro da CEDEAO, no quadro da CPLP e no quadro da União Africana para que caso de Angola decidir apresentar candidatura ter em Cabo Verde um aliado e um país amigo", afirmou o ministro cabo-verdiano dos negócios estrangeiros.

Luís Filipe Tavares, ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros 07/02/2018 ouvir