rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Fundo Soberano Angola José Eduardo dos Santos João Lourenço

Publicado a • Modificado a

João Lourenço exonera administração do Fundo Soberano

media
João Lourenço, Presidente de Angola JOOST DE RAEYMAEKER/LUSA

O Presidente angolano, João Lourenço, exonerou esta quarta-feira a administração do Fundo Soberano de Angola, presidida por José Filomeno dos Santos, filho de José Eduardo dos Santos, cargo que será assumido por Carlos Alberto Lopes.


A exoneração, "por conveniência de serviço", foi anunciada por comunicado da Casa Civil do Presidente da República.

No despacho, publicado ontem ao final do dia, lê-se que a medida para o investimento privado; "abre espaço ao surgimento do novo ente procura, em última análise, simplificar e agilizar a promoção e captação de investimento no âmbito da Política do Investimento Privado, por via da estruturação de um modelo de actuação governativa capaz de satisfazer os anseios dos potenciais investidores para o alavancar da economia nacional e a criação de mais postos de trabalho”.

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA), que gere activos do Estado angolano de 5.000 milhões de dólares, vai passar a ser presidido por Carlos Alberto Lopes, até agora secretário para os Assuntos Sociais do chefe de Estado - cargo que será assumido por Maria de Fátima Republicano de Lima Viegas.

Foram ainda nomeados para o Fundo Soberano de Angola, os administradores executivos Laura Alcântara Monteiro, Miguel Damião Gago, Pedro Sebastião Teta e Valentina de Sousa Matias Filipe.

Nas mexidas de João Lourenço está ainda a nomeação, como administradores não executivos, dos dois antigos primeiros-ministros Lopo do Nascimento e Marcolino Moco na petrolífera Sonangol.

O líder do MPLA, José Eduardo dos Santos, e o Presidente da República, João Lourenço, avistaram-se momentos antes de o chefe de Estado ter afastado do poder José Filomeno dos Santos. A informação foi divulgada pelo MPLA, com uma foto dos dois homens políticos reunidos na sede do partido.

Na segunda-feira, em conferência de imprensa da passada, João Lourenço já tinha deixado pistas quanto às possíveis mexidas no FSDEA, na sequência de medidas propostas pelo Ministério das Finanças sobre a gestão do Fundo; "não diria que vou exonerar, mas pode vir a acontecer", afirmou João Lourenço, adiantando que uma empresa idónea fez o diagnóstico às contas do FSDEA.

Depois de Isabel dos Santos, que João Lourenço exonerou do cargo de presidente do conselho de administração da petrolífera estatal Sonangol, e de ter ordenado a rescisão do contrato entre a Televisão Pública de Angola (TPA) e a empresa Semba Comunicações, detida por Welwítschia "Tchizé" e José Paulino dos Santos "Coreon Dú" para a gestão do segundo canal, José Filomeno dos Santos é o quarto filho do antigo Presidente angolano José Eduardo dos Santos, a ser afastado do poder por João Lourenço, empossado em Setembro.

Filomeno dos Santos foi nomeado para liderar o Fundo Soberano de Angola em 2012, na altura era considerado como o putativo herdeiro do pai nos sectores mais fiéis ao regime do anterior Presidente. Mais informação com o nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

Correspondência de Luanda 11/01/2018 ouvir