rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Bombeiros Califórnia Estados Unidos Fogo Incêndio

Publicado a • Modificado a

Bombeiros só controlam 15% de incêndio florestal na Califórnia

media
Bombeiro de Sacramento tenta apagar o fogo no parque nacional Yosemite, na Califórnia, em foto desta segunda-feira, 26 de agosto de 2013. REUTERS/Max Whittaker

Quase 3 mil bombeiros continuam lutando contra o fogo a oeste do parque nacional Yosemite, na Califórnia, uma das atrações turísticas mais visitadas nos Estados Unidos. O enorme incêndio florestal, considerado o 13° mais grave que o estado americano registrou desde 1932, está apenas 15% controlado.


Até ataques aéreos com helicópteros e outros tipos de aviões foram realizados nessa segunda-feira para tentar combater esse incêndio que já entrou pra história do estado da Califórnia. No entanto, as condições climáticas, com tempo seco e quente e ventos fortes, dificultam esse trabalho.

O fogo que começou no dia 17 de agosto já queimou mais de 600 quilômetros quadrados de terra, uma área do tamanho da cidade de Chicago. As chamas destruíram 11 casas e 12 prédios, sem deixar vítimas fatais. O prejuizo já passa de US$ 20 milhões.

O incêncio continua ameaçando parte do parque nacional Yosemite, que no verão recebe por dia cerca de 15 mil visitantes. Por enquanto, as áreas mais turísticas do parque continuam abertas ao público porque o fogo ainda está longe de oferecer risco aos visitantes. Sequóias centenárias da Califórnia também estão no caminho do fogo. Além disso, mais de 4.500 estruturas, incluindo casas de férias, estão em perigo e centenas de pessoas foram obrigadas a deixar suas casas.

A cidade de São Franciso está em estado de emergência porque as cinzas estão caindo agressivamente sobre um reservatório que abastace 85% da água da cidade. Duas hidrelétricas que fornecem energia elétrica à cidade também foram fechadas.

O presidente Barack Obama manifestou preocupação. Ele telefonou para o governador do estado, Jerry Brown, e colocou a disposição toda a ajuda necessária.

O governador visitou áreas devastadas e se reuniu com autoridades nessa segunda. Ele lembrou que o estado é obrigado a viver com esses incêndios, que podem até piorar nos próximos anos, mas garantiu que a Califórnia vai estar preparada.

Esse é apenas um dos 42 incêndios que acontecem no país nesse momento e que já queimaram mais de 3 mil quilômetros quadrados de terra. Doze deles acontecem na Califórinia. A temporada de incêndios no oeste dos Estados Unidos, que nem atingiu seu pico ainda (normalmente em setembro e outubro), está ainda mais forte esse ano por conta da falta de neve e de chuva.