rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Aviação Air France Reino Unido Ligação Cairo Lufthansa Egipto África Lusófona

Publicado a • Modificado a

British Airways e Lufthansa suspendem voos para Cairo devido a terrorismo

media
British Airways suspendeu por 7 dias voos para o Cairo, Egipto, por razões de segurança e medo de ataques terroristas BEN STANSALL / AFP

A companhia aérea British Airways suspendeu ontem os voos por um período de 7 dias para o Cairo por razões de segurança. Também a sua congénere alemã, Lufthansa, anulou os seus voos de Munique para a capital egípcia, mas apenas para ontem retomando-os este domingo, enquanto a Air France, afirmou manter as suas ligações aéreas.


A British Airways, companhia de aviação britânica, anunciou ontem (20) suspender por 7 dias os seus voos para o Cairo, capital egípcia, alegando razões de segurança e o aumento do risco de "terrorismo contra a aviação".

A companhia britânica declarou num comunicado que estava a "rever todos os dispositivos em matéria de segurança em todos os aeroportos do mundo e que suspendia os voos para a capital egípcia por 7 dias por medida de precaução para levar a cabo uma avaliação mais aprofundada".

Também o Foreign Office, ministério dos negócios estrangeiros, informou no seu site que "terroristas estariam tentados a levar a cabo actos de terrorismo no Egipto e que apesar dos ataques terem ocorrido no passado no norte do Sinai havia esse risco de actos terroristas em todo aquele país." 

Por seu lado o ministério egípcio da Aviação Civil  anunciou num comunicado estar em coordenação com a embaixada do Reino Unido e o representante da British Airways no Cairo.

Paralelamente, ontem à noite, a companhia alemã, Lufthansa, anunciou igualmente que suspendia os voos de Munique para o Cairo que seriam no entanto retomados de maneira normal este domingo.  

Enfim, por cá em Paris, a companhia aérea francesa, Air France, emitiu hoje um comunicado afirmando ter decidido "em cooperação com as autoridades francesas e autoridades no Egipto que mantinha os seus voos para o Cairo, acompanhando ao mesmo tempo a evolução da situação.

Terrorismo faz companhias aéreas britânica e alemã adaptar estratégia no Egipto 21/07/2019 ouvir