rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Eleição presidencial Andry Rajoelina Presidente Tribunal Constitucional Marc Ravalomanana

Publicado a • Modificado a

Rajoelina, presidente eleito regressa ao poder, no Madagáscar

media
Andry Rajoelina e esposa, logo após confirmação da vitória das eleições presidencias, no Madagáscar, pelo Tribunal constitucional RFI / Sarah Tétaud

Andry Rajoelina, volta de novo ao poder, no Madagáscar, após a confirmação, ontem, da sua vitória, pelo Tribunal constitucional, das eleições presidenciais de 19 de dezembro de 2018. Rajoelina, dirigiu-se logo à nação, declarando que ia unir o país, nomear o governo e começar a trabalhar para o desenvolvimento do país. O seu adversário, Ravalomanana, que tinha denunciado fraudes, reconheceu hoje, a vitória de Rajoelina.


O Tribunal constitucional malgache, confirmou ontem a vitória de Andy Rajoelina nas eleições presidenciais de 19 de dezembro, no Madagáscar.

Por outro lado, os juízes constitucionais rejeitaram o recurso apresentado pelo adversário, Marc Ravalomanana, que denunciou fraudes eleitorais.  

Segundo o Tribunal constitucional, Rajoelina, ganhou a segunda volta da eleição presidencial, com 55,66% dos votos, enquanto Marc Ravalomanana, 44,34%.

Os 2 antigos presidentes tinham declarado durante a campanha da segunda volta que foi muito violenta que aceitariam os resultados das eleições, mas, Marc Ravalomanana, denunciou fraudes e não reconheceu a sua derrota.

Contudo, confirmada a vitória de Rajoelina pelo Tribunal constitucional, Ravalomanana, acabou por reconhecer esta quarta-feira os resultados das eleições presidenciais e o vencedor.

Num vídeo nas redes sociais, Ravalomanana, declarou:"Felicito-o e desejo-lhe sucessos no cumprimento da missão que lhe incumbe".

Por seu lado, o vencedor das eleições presidenciais, Andry Rajoelina, já se tinha dirigido à Nação, ontem, com a confirmação dos resultados pelo Tribunal constitucional, declarando ir trabalhar para "unir e desenvolver o país".

Numa entrevista exclusiva a Sarah Tétaud da RFI Afrique, Rajoelina, afirmou que logo depois da sua investidura a 19 de janeiro, vai "nomear o seu primeiro ministro e o governo e trabalhar o desenvolvimento do país." 

Andry Rajoelina, presidente eleito, no Madagáscar, em entrevista à RFI 09/01/2019 ouvir

"Vou unir todo o povo malgache e agradeço a todos e a todas que votaram por mim, que confiaram em mim,  e, sobretudo, que acreditaram no meu programa e que acreditam no futuro de Madagáscar.  Vou nomear rapidamente o Primeiro-ministro, logo depois da investidura e a seguir nomear igualemnte os ministros do governo.

Já preparámos tudo e pensamos estar à altura do desafio que nos foi lançado  e desenvolver agora Madagáscar. Madagáscar precisa duma alternância democrática; de paz, para realmente desenvolver o país. Vamos tentar recuperar o atraso  de desenvolvimento de Madagáscar em muito pouco tempo."