rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Governo Camarões África Política Paul Biya Eleições Presidenciais

Publicado a • Modificado a

Reeleição de Paul Biya contestada nos Camarões

media
Paul Biya, Presidente dos Camarões. AFP Foto/Lintao Zhang

Nos Camarões são muitas as reacções à reeleição de Paul Biya, de 85 anos, dos quais 35 no poder, para um sétimo mandato com 71,28 % dos votos.


Para o Partido Comício Democrático do Povo dos Camarões, no poder, o triunfo do Presidente é uma confiança renovada da população. No entanto, e antes da divulgação, a oposição rejeitou os resultados.

Para Grégoire Owona, secretário-geral adjunto do RDPC, esta vitória é um verdadeiro triunfo: "São resultados, que são incontestáveis, até podem ser verificados, e que nos satisfazem. Eles podem contestar mas foram incapazes de trazer provas do contrário. Não tememos uma segunda volta que pode ocorrer nas ruas porque os Camarões são um Estado governado. Precisamos mais do que nunca de paz e de desenvolvimento".

Grégoire Owona, secretário-geral adjunto do RDPC 23/10/2018 ouvir

Quanto à oposição rejeita os resultados como afirmou à RFI, Maurice Kamto, líder do MRC, Movimento para o Renascimento dos Camarões: "Rejeitamos categoricamente esses resultados fabricados. E rejeitamos reconhecer a legitimidade do Chefe de Estado. Esperamos ficar perto do povo camaronês para defender com ele a vitória que obteve. Vamos utilizar todos os direitos que temos para restabelecer a verdade das urnas".

Maurice Kamto, líder do MRC 23/10/2018 ouvir

De acordo com as estatísticas oficiais, mais de 3 milhões e 500 mil eleitores dos cerca de 6 milhões e 600 mil registados votaram, fazendo uma taxa de participação de 53.85%.