rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

África Zimbabué Emmerson Mnangagwa

Publicado a • Modificado a

Mnangagwa promete inquérito sobre violência eleitoral

media
Emmerson Mnangagwa na cerimónia de tomada de posse como Presidente do Zimbabué. Harare, 26 de Agosto de 2016. Jekesai NJIKIZANA / AFP

O presidente do Zimbabué, Emmerson Mnangawa, tomou oficialmente posse, este domingo. O chefe de Estado prometeu nomear uma comissão de inquérito sobre a violência pós-eleitoral.


Após várias semanas de controvérsia sobre as presidenciais, considerada fraudulenta pela oposição, Emmerson Mnangawa, tomou oficialmente posse como presidente do Zimbabué, este domingo.

A cerimónia decorreu perante milhares de pessoas e de numerosos chefes de Estado africanos, reunidos num estádio de Harare.

Emmerson Mnangagwa prometeu nomear uma comissão de inquérito sobre a “isolada e infeliz” violência pós-eleitoral, que provocou a morte de seis manifestantes quando o exército dispersou um protesto da oposição, a 1 de Agosto.

As eleições presidenciais de 30 de Julho foram as primeiras desde a saída de Robert Mugabe, que liderou o país durante 37 anos.

O candidato da União Nacional Africana do Zimbabué - Frente Patriótica (ZANU-PF), Emmerson Mnangagwa, venceu com 50,8% dos votos.

A cerimónia de investidura deveria ter-se realizado a 12 de Agosto, mas tinha sido suspensa mediante a queixa apresentada pelo principal partido da oposição, o Movimento para a Mudança Democrática. Na sexta-feira, o Tribunal Constitucional rejeitou as alegações do candidato da oposição Nelson Chamisa sobre alegada fraude.