rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Publicado a • Modificado a

RDC: Ramazani Shadary é candidato do poder

media
Emmanuel Ramazani Shadary foi apontado esta quarta-feira com candidato da coligação no poder. RFI / Sonia Rolley

Emmanuel Ramazani Shadary foi apontado esta quarta-feira como candidato da coligação no poder. Joseph Kabila manteve a promessa e não se vai apresentar às eleições presidenciais na RDC de 23 de Dezembro.


Foi com surpresa que o anúncio da candidatura de Emmanuel Ramazani Shadary, o número dois do partido Popular pela Reconstrução e Democracia-PPRD- e ex-ministro do Interior, chegou à RDC. O candidato da coligação não constava entre os favoritos, que nos últimos dias tinham alimentado as redes sociais, mas acabou por ser o nome consensual aos olhos do Presidente congolês.

Aos 57 anos, Ramazani Shadary, um próximo de Joseph Kabila, consta da lista de personalidades congolesas sancionadas pela União Europeia, desde 2017, por violação dos direitos humanos.

Depois de várias semanas de espera, Joseph Kabila cumpre a promessa de não se apresentar às eleições presidenciais na RDC e respeita a constituição que o impedia de se apresnetar para um terceiro mandato.

Porém, os novos estatutos do partido adoptados este ano criaram um posto de presidente do PPRD, que não existia antes, e que vão permitir ao chefe de Estado cessante a possibilidade de não deixar por completo o poder.

Os adversários de Kabila saudar esta quarta-feira a decisão. A Human Right Watch também reagiu e qualificou de “etapa crucial” o facto do Presidente Kabila ter decidido não se apresentar, porém encorajou a comunidade internacional a manter pressão sobre Kinshasa. A ONG lembrou que o opositor Moise Katumbi não pode apresentar a própria candidatura para as eleições marcadas para 23 de Dezembro.