rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Inovação Novas tecnologias Ruanda Cabo Verde

Publicado a • Modificado a

Ruanda: Cimeira da inovação em África

media
Paul Kagamé, presidente ruandês, é o patrono desta segunda cimeira. Fabrice COFFRINI / AFP

Decorre entre hoje e sexta-feira na capital do Ruanda a segunda cimeira da inovação em África. Um evento levado a cabo pela empresa cabo-verdiana Ihaba Building Enterprises, co-fundada por José Brito, ex chefe da diplomacia, e com o alto patrocínio do antigo presidente Pedro Pires e do chefe de Estado ruandês Paul Kagamé.


Este é o segundo fórum do género, após um primeiro em Fevereiro de 2014 em Cabo Verde. José Brito explica-nos em que consiste este acontecimento.

"É a segunda edição, nós queremos ser diferentes: há muitas conferências sobre a inovação com uma perspectiva muito tecnológica. E nós queremos justamente mostrar que a inovação não é somente a tecnologia. É necessário criar um ambiente necessário à inovação."

José Brito, co-fundador da empresa cabo-verdiana Ihaba Buildings Enterprises 06/06/2018 ouvir

O antigo ministro cabo-verdiano dos negócios estrangeiros explica qual a tónica principal desta segunda edição.

"Resolver os problemas mais urgentes de África, como o acesso à água, à electricidade, à segurança alimentar (...)  através da inovação. O debate é à volta destes temas: como é que África pode responder aos seus problemas mais urgentes ?".

José Brito admite ser "ambicioso" para uma pequena empresa, mas alega que a rede criada em torno do evento permitiu trazer a Kigali mais de 1 500 pessoas de todo o continente africano, mas também com participações da Europa, da Ásia ou da América.

Tiveram mesmo de limitar o número de inscrições devido ao elevado interesse manifestado pelo evento.

"O problema real de África, neste momento, é criar um ecossistema favorável à inovação", afirmou o antigo chefe da diplomacia de Cabo Verde.

José Brito sobre o tema da segunda cimeira 06/06/2018 ouvir

José Brito refere que o antigo presidente Pedro Pires se mantém como patrono do evento e que ele foi "parte essencial para podermos conseguir o que conseguimos".

E que o presidente ruandês Paul Kagamé "deu o apoio necessário para conseguirmos fazer (o evento)" por acreditar que "é através da inovação que podemos desenvolver África."

José Brito alega que os participantes pedem uma maior regularidade para o evento, talvez numa base anual ou bi-anual.

José Brito sobre organização e periodicidade do evento 06/06/2018 ouvir

É no Centro de convenções de Kigali que tem lugar o evento já que o presidente ruandês pretenderia transformar o seu país num centro dinâmico de negócios, investimento e inovação.