rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Nigéria Rapto Boko Haram Terrorismo

Publicado a • Modificado a

Nigéria: finalmente ninguém foi resgatado em Dapchi

media
Jovens de Dapchi que alegavam ter escapado ao ataque do Boko Haram na sua escola, a 22 de Fevereiro de 2018. REUTERS/Ola Lanre

Finalmente nenhuma das jovens raptadas na segunda-feira na Nigéria foi resgatada das mãos da organização Boko Haram. 111 raparigas tinham sido raptadas em Dapchi, no Estado do Yobé. As autoridades acabaram por desmentir o anunciado na véspera sobre o alegado socorro a algumas das jovens.


Os moradores da área estariam furiosos por terem havido duas versões completamente divergentes das autoridades quanto ao paradeiro das jovens.

O governador do Estado de Yobé desmentiu nesta quinta-feira ter recuperado qualquer jovem entre as raptadas.

O balanço do ataque da rede extremista islâmica Boko Haram a uma escola de Dapchi eleva-se a 111 raparigas raptadas, num número ainda por confirmar pelas autoridades.

A agência noticiosa Reuters fala em dois óbitos, mas a polícia até agora não confirmou o ocorrido.

O ataque até agora não foi reivindicado, embora todos os quadrantes o atribuam ao Boko Haram.

Para os pais e encarregados de educação das jovens alunas da escola raptadas o pânico e a angústia são totais.

A associação Bring back our girls BBOG que milita pela libertação das alunas do liceu de Chibok raptadas há quatro anos denunciam a passividade das autoridades e exprimem a ira da população.