rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Demissão África do Sul Jacob Zuma ANC Cyril Ramaphosa

Publicado a • Modificado a

ANC continua a exigir demissão do presidente Zuma

media
ANC, continua a exigir data de demissão de Jacob Zuma, presidente da África do sul REUTERS/Sumaya Hisham/File Photo

O ANC, Congresso nacional africano, no poder, na África do Sul, confirmou ter pedido ao presidente, Jacob Zuma, que se demita das suas funções. O chefe de estado sul africano esteve no centro de diversos escândalos de corrupção, pelo que o ANC, liderado por Cyril Ramaphosa, vice-presidente de Zuma, que prometeu dar uma resposta até amanhã, quarta-feira.


O Congresso Nacional Africano, ANC, partido no poder na África do Sul, confirmou nesta terça-feira que exigiu a renúncia do presidente Jacob Zuma.

Esta decisão, foi oficialmente confirmada pelo Comité Executivo Nacional  do partido em conferencia de imprensa na tarde desta terça feira.

Ace Magashule, secretário-geral do ANC, confirmou que o partido requereu formalmente a renúncia de Zuma, após "discussões exaustivas" e assegurou que  o preseidente vai pronunciar-se na quarta-feira sobre a ordem de demissão dada pelo partido

O Presidente Zuma não é obrigado constitucionalmente a aceitar a decisão do seu partido,  no entanto Zuma poderia ser destituído por meio de uma moção no parlamento nos próximos dias.

O Presidente Zuma, cujo segundo mandato termina em 2019  é alvo de mais de 800 acusações por corrupção relativa a contratos de armas do final dos anos 1990 e também é investigado por supostamente ter usado o Estado para favorecer empresários vinculados com concessões públicas milionárias.

Em caso de demissão do Presidente, o lugar será ocupado pelo vice-Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, presidente do ANC.

De Joanesburgo, o nosso correspondente, Mariamo Hassamo.

Mariamo Hassamo, correspondente em Joanesburgo 13/02/2018 ouvir