rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Tunísia Revolução Protestos Crise financeira

Publicado a • Modificado a

Tunísia: mais de 600 detidos em 4 dias

media
Protestos contra o custo de vida em Tunes a 10 de Janeiro de 2018. REUTERS/Zoubeir Souissi

A Tunísia é palco de há quatro dias a esta parte de protestos denunciando o custo de vida, uma pessoa morreu, mais de 600 já foram detidas. Nesta quarta-feira, pela terceira noite consecutiva, várias cidades tunisinas foram palco de confrontos entre jovens e as forças da ordem.


O aumento dos preços tem sido denunciado em múltiplas urbes do centro do país, tido como uma área marginalizada, mas também nos arredores da capital, Tunes.

De acordo com as autoridades cifram-se em mais de 600 os detidos desde o início do movimento.

A Tunísia que se prepara para assinalar no próximo domingo a revolução que levou à queda do regime de Ben Ali.

Já na semana passada o país vivera algumas manifestações esporádicas, mas desde a segunda-feira que populares, designadamente jovens, têm protagonizado saques e motins obrigando à mobilização do exército em torno de bancos, dos impostos e de outros prédios administrativos.

De acordo com o porta-voz do ministério da administração interna Khalifa Chibani a intensidade das violências estaria agora a diminuir.

No domingo em Tunes uma poderosa central sindical, a UGTT, apelou a uma concentração para comemorar os sete anos da revolução de 2011.