rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Israel África Etiópia Benjamin Netanyahu Relações internacionais Cooperação/Desenvolvimento

Publicado a • Modificado a

Israel de regresso a África

media
Primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu (esquerda), e o seu homólogo etíope, Hailemariam Desalegn. REUTERS/Tiksa Negeri

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu terminou ontem o périplo africana que o levou ao Uganda, Quénia, Ruanda e Etiópia. Uma deslocação de quatro dias que serviu para fortalecer os laços políticos e económicos com o continente africano.


Na primeira visita à Etiópia, Benjamin Netanyahu veio procurar uma aliado de peso para convencer o continente africana a reforçar os laços com Israel. A Etiópia acaba de ser eleita para o Conselho de Segurança das Nações Unidas e o primeiro-ministro etíope ja veio dizer que vai apoiar Israel na ONU, e sobretudo na União Africana, para que o país obtenha o estatuto de observador. Benjamin Netanyahu quer fazer da parceria com Israel um exemplo de novas relações com o continente.

" A Etiópia está a crescer, as indústrias estão a crescer e são inovadoras. A vossa influência está a espalhar-se e nós queremos fortalecer os laços convosco. E eu prometo-vos que não passarão mais três décadas até à próxima visita. Estamos a falar de futuras visitas à Etiópia e a outros países africanos. Eu quero ver embaixadas israelitas espalhadas pelo continente e quero ver cada um dos países africanos com uma embaixada em Israel".

No comitiva do primeiro-ministro viajaram várias empresários israelitas que deixaram promessas de ajudas no sector agrícola e novas tecnologias. Antes de chegar à Etiópia, Netanyahu passou pelo Uganda, Quénia e Ruanda.